sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Recado de Deus para as mães e pais...

Agora pouco assisti a um pedaço do programa da Oprah, "The Oprah Winfrey Show", que passa no canal GNT e me senti tocada quando vi a história de um bebê chamado Eliot Mooney.
Durante sua gestação foi diagnosticado com a Trisomía 18, uma desordem genética severa que supõe sérias deficiências e uma morte prematura. Seus pais desistiram de abortá-lo e optaram por fazer de sua vida uma celebração do amor de Deus. Eles elaboraram um vídeo sobre a vida de seu filho intitulado "Ninety-nine Balloons" (99 bexigas) em alusão às bexigas que foram lançadas no céu no dia de seu funeral.
O vídeo termina com as seguintes palavras: "Não um púlpito, não uma apresentação polida, não um livro recorde de vendas, mas sim um menino de seis libras com Trisomía 18. Deus sentiu prazer ao tomar ao mais humilde ante os olhos do mundo e mostrar a verdade… e nós o celebramos hoje. Eliot, você está bem, e embora sentimos saudades mais do que podemos expressar, só nos separa nosso tempo na terra. Até logo filho. Mamãe e papai".
Ver as cenas do bebê foi a coisa mais comovente que eu já vi. Um bebê recém-nascido tão pequenino e o pai dizia que alimentava-o a partir das 23h e cuidava dele até as 5h quando então era o turno da mãe. Nesse período de tempo, ele disse, começava a melhor parte do seu dia... Chorei! Chorei copiosamente, com a Júlia nos meus braços, chatinha pra dormir e um nó enorme se fez na minha garganta. Pensei em como seria viver algo assim e chorei mais ainda. Segurei minha filha de frente pra mim e disse com muitas lágrimas no rosto que a amava demais, que ela era a coisa mais linda da minha vida e que não conseguiria me ver sem ela. Ela que prestava atenção na tv, parou e ficou me olhando enquanto eu dizia isso de uma forma que achei que realmente ela estava entendendo. Chorei mais ainda e ela dormiu nos meus braços.
Lição do post: Depois de uma bela reclamação, Alguém lá em cima te diz: "Veja o que você tem e valorize!"

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Pausa: To cansada!!!!

Quebrando mais uma vez a cronologia do meu blog, quero fazer um desabafo agora: TÔ MUITO CANSADA!!!!!
To desanimada, me sentindo um lixo, minhas unhas tão horriveis, minha pele pior, a barriga ainda ta aqui e com estrias ainda. Luto todo dia pra conseguir uma roupa decente que me sirva. Não sei como consigo acordar sorrindo pras minhas filhas, como consigo manter a calma. O caso é que hoje eu queria só descansar... Dormir, só dormir, talvez até chorar, só pra liberar a tensão... Eu não posso sair, sou dependente, mais hoje do que acho que já fui na minha vida de adulta. Preciso das pessoas por perto e nem sempre quero que elas estejam aqui... Queria dormir e sonhar gostoso, acordar com as forças renovadas. Mas fazem meses que eu não sei o que é isso, desde antes delas nascerem. Ainda tenho que pensar na casa, limpar, ou pelo menos deixar mais ou menos decente, fazer a comida pra mim e pro meu marido, fazer compras quando acaba, lavar roupa e ainda tem as cobranças de que tudo esteja bem. Eu TENHO que comer boa comida porque dou de mamar, aliás outra coisa que me cansa...
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!
Aí chega alguém que te diz: Foi você quem quis isso!
Bom, acho que eu não esperava ter trabalho em dobro... Mesmo que eu esteja feliz de ter minhas pequenas comigo, o trabalho não era pra ser tanto, não nos meus planos de engravidar... Então não venha me jogar na cara que eu queria que fosse assim... Faça-me o favor de guardar essa frase pra você: "ser mãe é padecer no paraíso..." (que ridículo!)

terça-feira, 25 de novembro de 2008

O que é estar grávida?

Grávida... Uma mulher num estado especial, quase divino, eu diria... pelo menos ao meu ver... Eu acho que toda mulher grávida deveria ganhar uma estátua em sua homenagem ou pelo menos um troféu, porque não é fácil. Gravidez é um estado em que você se sente e se comporta como uma pessoa doente, mas está sã. Tudo que lhe acontece na gravidez é "normal" (minha médica dizia isso o tempo todo e eu ficava morrendo de raiva dela!!!). Você enjoa, vomita, tem tontura, fraqueza, dores no corpo todo, em partes ou de uma vez, dificuldade de comer, dormir e respirar, até dificuldade pra vestir um sapato você consegue ter e mesmo assim todo mundo acha linda aquela sua barriga enorme que não deixa você ver seu pé! Gravidez é lindo, pra quem tá vendo, não pra quem tá vivendo. Sei que algumas mulheres vão discordar, mas na minha opinião a gravidez era bem mais bonita nas outras.
E a reação das pessoas... Tem gente que acha lindo, vem falar com você mesmo sem te conhecer, aliás esse é outro ponto que me irritava... Pô, não to afim de ficar dizendo praquele velho que sentou do meu lado no ônibus se meu filho vai ser menino ou menina, como vai chamar, de quantos meses eu estou e etc. Mas ao mesmo tempo, você acha esquisito se entra e sai de um lugar sem que ninguém faça um comentário, chega a achar até uma certa forma de desrespeito!
E no ônibus, como demora pras pessoas cederem um lugar... só quando você tá explodindo que a resposta dos passageiros é imediata, mas se há alguma dúvida, eles até fingem que tão dormindo... metrô então nem se fala... Mas as filas são ótimas, se você também tem uma barriga considerável...rsrsrs. A minha era mais que considerável, era ponto de referência! rsrsrs.
Tem uma coisa legal: gravidez é uma das 5 melhores desculpas multiuso da face da terra! Não que eu saiba quais são as outras 4, mas é que é tão bom você dizer que fez uma coisa estúpida porque está grávida e todo mundo achar natural. Você tá gorda? Não, tá grávida. Você come demais? Não, tá grávida. Você tá muito raivosa? Não, tá grávida. Você precisa de uma massagem nos pés, mesmo que tenha ficado a tarde toda só assistindo tv, porque é folgada? Não, tá grávida.
Maravilhoso!
Mas ao mesmo tempo tem aquelas pessoas que acham as grávidas umas folgadas, ou ainda, algumas mulheres que já tiveram filhos acham que todo mundo tem que ser como elas que aos 9 meses de gestação lavavam roupas no rio e carregavam as latas d´água na cabeça morro acima debaixo de sol e ainda tiveram seus partos em casa, tranquilamente... Ah, faça-me o favor!!!!
Lição do post: As grávidas são semi-deusas e deveriam ganhar uma banheira de hidromassagem assim que comunicasse seu estado ao mundo!

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Voltando um pouco... O mundo das tentantes...

Eu queria voltar um pouco no meu relato, pois eu vou me empolgando e escrevendo e depois eu vejo que pulei umas partes... Queria falar sobre as tentantes. Muita gente nunca ouviu falar delas, principalmente quem nunca teve filhos ou o pessoal das antigas, mas elas existem e são muitas. Tentantes são as mulheres que estão tentando engravidar! Vc sabia? Eu não, até entrar nesse mundo. Aliás, o mundo das tentantes é envolvido de segredos e ansiedades. Muitas não contam pra ninguém que são tentantes ou contam pra pouquíssimas pessoas e carregam as suas ansiedades sozinhas ou somente com o marido (ou similar). Eu fiz parte desse mundo por pouco tempo e já senti como é estranho. Algumas ficam anos na tentativa e outras nunca chegam a sair da fila. É um mundo pirado e assim que alguém entra nele, quer sair correndo. Conheci uma amiga dentro desse mundo e hoje ela está prestes a ter seu lindo filho e eu já consegui minhas bonequinhas. Ainda bem!
Eu achei que ia ficar um tempão nessa, pois muitos eram os fatores contra uma gravidez pra nós, eu e meu marido. O maior deles era o tal do ovário policistico. A médica que fez meu pré-natal riu da minha cara quando falei que tinha, pois falou que ele era muito do falso. Afinal engravidei na primeira tentativa!
Diz a lenda que o ovário policistico ou a sindrome do ovario policistico atrapalha para engravidar. Fiquei sabendo que eu tinha 1/3 das chances que uma mulher sem isso teria de engravidar. Então pensei: quanta fertilidade hein!!!! e depois de saber que eram dois bebês entao, acho que os meus ovários vão muito bem, obrigada, aliás acho que se eles fosse normais talvez eu tivesse mais bebês do que poderia carregar... Deus me livre!!!!
Mas se vcs querem saber acho que eu tive duas e na primeira tentativa porque minha vontade de ter filhos era enooooooooorrrrrrrmmee!!! Desde que eu me conheço por gente falava que não sairia desse mundo sem ter filhos. Por quê? Não sei, acho que é coisa de vida passada...rsrrs. Mas é a mais pura verdade!
Lição do post: Não confie nos seus ovários!!!!

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Como o pai soube...

Ah, esqueci da dica do post anterior.
Dica: Nunca vá sozinha no seu primeiro ultrasson!!!!
rsrsrsrs

Bom, e depois do superbaque inicial, resolvi que não iria contar pro meu marido se não fosse pessoalmente. Detalhe que ele só ia chegar em casa às 23h. Eu soube às 9h que eram dois...
Ele me ligou na hora do almoço pra saber como foi o exame. E eu com um jeito muito estranho (como ele me disse depois) disse que estava tudo bem e não dei muitos detalhes. O mais legal é que eu tinha gravado em dvd e ia tentar mostrar pra ele na tela o que estava acontecendo. Achei que ele ia pirar tanto que não ia mais conseguir trabalhar e ia faltar na faculdade que ele fazia na época. Então esperei, esperei, esperei...
Mas o mais interessante,e que eu fiquei sabendo depois, é que muitas pessoas souberam antes dele. Afinal notícia assim se espalha na velocidade da luz. Inclusive um casal de amigos nossos, que encontrou com ele na faculdade e quase acabou dando a noticia sem querer... apesar de eu ter pedido pra nao contarem pra ele. Ainda bem que ele nao entendeu quando meu amigo perguntou como iam os bebês... ele achou que tava perguntando sobre o bebê e sobre mim (????)
A noite ele chegou e logo quis ver o dvd. Coloquei na tela. Ele ficou olhando.
E eu: tá vendo?
Ele: Tô... Tem dois...
Eu: vc ta vendo dois? dois o quê?
Ele: duas coisinhas...
Eu sorri.
Ele: São dois? São gêmeos?
Eu sorri e: Sim.
Ele abriu um mega sorriso e me abraçou.
Eu perguntei: vc gostou?
E ele: claro!!!!
E eu: ai meu Deus, vc é mesmo desmioladinho!
Correu pro telefone pra contar pra mãe. Que pelo jeito ficou preocupada...rsrssrs.

Lição do post: Homem só vê o lado bom da coisa, principalmente com relação a paternidade, afinal não é ele que vai carregar, dar a luz e cuidar quase que o tempo todo do bebê.

sábado, 15 de novembro de 2008

São dois!!!!

Pessoal,
entao...
Depois disso, fui eu lá fazer o teste do hcg (nem lembro mais se é isso...) e confirmei. Aliás, minto, fiz o teste antes de contar pras pessoas, pra ter certeza.
Depois disso, fui fazer um exame ultrasson pra saber se tava tudo bem numa clinica particular. Fui feliz e contente, sozinha, sabia que nao ia dar pra ver nada demais. Fui tranquila. Chegando lá, fiz meu cadastro, paguei pelo exame, e esperei um tempo. Quando entrei na sala do exame, uma enfermeira preparou tudo e pediu pra eu esperar o médico. O médico chegou e me cumprimentou, pois o gel gelado na minha barriga, colocou o aparelho e...
olhou, falou: espere um pouco
médico saiu da sala (praticamente correndo)...
volta a enfermeira: entao, são dois, vc sabia?
eu: rsrsrs (achei q era brincadeira...)
enfermeira: entao, pq a politica do laboratório é que vc tem que pagar dois exames entao...
eu: o quê??? não to entendendo...
enfermeira: é, são dois...
eu: vc ta brincando, né? (já rindo de nervoso...)
enfermeira: to, to brincando... olha (apontando pro monitor do exame), tem dois saquinhos aqui, um e dois.
eu: não acredito!!!! (agora chorando de nervoso...)
enfermeira: é, e vc tem que passar lá embaixo na recepção pra pagar o segundo exame, vc pode?
eu: ahn.. é... tá... posso... isso é o de menos (ainda chorando)
enfermeira: vc ta sozinha? vou buscar um copo d´agua...
volta o médico: e, Luana, já começa logo com dois hein? rsrsrs.
eu: é.... (ainda chorando)
Ele viu tudo, ouvi os dois coraçoezinhos e vi os dois saquinhos.
O médico disse: ta tudo bem, parabéns!
A enfermeira voltou com o copo d´agua e disse pra eu nao ficar nervosa. Como se desse...
Minha cabeça a 10mil por hora! Entrei em pânico! Paguei o negócio pela segunda vez e tudo que eu queria era sair correndo e gritar...
Cheguei na casa da minha mãe. Parei na porta. Olhei pra ela e desabei a chorar. Ela sabia que eu vinha do exame, ficou preocupada perguntando o que tinha acontecido. Depois de uns 10 minutos chorando, sem conseguir dizer uma palavra, eu falei: Mãe, são dois!!!! Vou ter gêmeos!!!
Ela olhou com cara de espanto pra mim e deu uma supergargalhada!
Ela rindo e eu chorando.
Depois me acalmou e disse que estava tudo bem e que eu teria ajuda...
Eu não sabia bem o que pensar. Minha mae ligo pra minha tia, que ja tinha falado sobre isso. E eu liguei pra minha irmã e depois pra Fabi, pra contar a coisa mais louca da minha vida.
Meu marido? Deixei pra contar depois, achei q ele ia sofrer um baque.
Mas como contei pra ele, eu digo outro dia, que já ficou mto grande essa postagem...
Vejam a imagem do ultrasson no fim da pagina.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Como foi recebida a notícia da gravidez!!!!

Logo na segunda semana depois de parar de tomar a pílula, comecei a perceber algumas diferenças no meu corpo: seio dolorido e maior vontade de fazer xixi. Mas comecei a achar que eu que tava encanada e até pensei que poderia ser uma gravidez psicológica. Esperei até um mês para comprar o teste de farmácia e ficava falando pro meu marido que achava que já estava e ele dizendo que não. Quando finalmente fizemos o teste, deu positivo. Olhei pro meu marido e falei: "Fudeu!" (desculpe o palavrão...rsrsrs). Ele olhou e falou: "Fudeu mesmo!" Meus olhos encheram de água e ele ficou com uma cara mistura de embasbacado com apavorado e feliz. Nos abraçamos, mas minha cabeça estava a mil. Fui trabalhar na mesma hora e o dia inteiro só pensava que havia um ser dentro de mim e no que isso significava. É uma sensação indescritível!
Esse foi o impacto da notícia em nós dois.
Na minha família, o impacto foi: "Não acredito!" "Jura?" "Puxa, filhinha..."
Na família dele foi: "Eeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!"
Engraçado ver como as pessoas reagem. Os amigos ficam felizes. Mas independente disso, você passa pra um novo estágio de vida, diga-se de passagem: uma vida louca e bem diferente!
Próximos capítulos:
"São dois!"
" O que?????"
"São dois!"
" Você tá brincando, né???" ...

Respondendo à minha amiga...

Amiga querida,
bem sei como é o sentimento de querer ter um filho. Por muito tempo desejei e com muita força, tanto é que acho que por conta da minha vontade enorme é que vieram duas meninas de uma vez... Mas devo dizer que apesar da felicidade que é, não faça como eu, só pela força da vontade e da emoção, hoje em dia acho que deveria ter pensado em questões mais práticas antes de tudo isso. Se puder planejar direitinho, faça planejado e espere mais um pouquinho mesmo, porque melhor que ter um bebê, é tê-lo num ambiente seguro e feliz.
Bjs bjs

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Começando...

Só pra registrar: Minhas filhas nasceram no dia 11 de setembro de 2008. Outro dia conto como foi o parto ou o dia do parto. Nasceram depois de 38 semanas, ou seja, já estava no 9. mês de gestação.

Lembro-me de como tudo começou...

Eu e meu marido, Reimar, decidimos que iríamos tentar engravidar no dia em que visitei uma amiga que tinha uma bebê de 2 meses, com problemas de cólicas. Eu enquanto massoterapeuta, fui tentar fazer uma sessão de Shantalla na bebê, que deu em nada, porque ela não parava de chorar. Mas me emocionei muito estando ali com ela e tive uma vontade louca de ter um filho. Saímos da casa dessa minha amiga e no carro decidimos que eu iria parar de tomar anticoncepcional no mesmo dia. Estávamos há uma semana do Natal. Achei que ia demorar pra engravidar, esperava que pelo menos 3 meses iam se passar antes de confirmar uma gravidez. Mas pra nossa surpresa nunca mais menstruei e pelas contas engravidei na mesma semana em que parei de tomar a pílula.

Ah, não contamos nossa decisão de engravidar pra ninguém antes de confirmar. Por quê? Acho que pra ninguém criar expectativas, nem positivas nem negativas...

Depois eu conto como foram as reações a notícia da minha gravidez, pra mim, pro meu marido e pro resto do mundo!