terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Fim de ano e festas

     Oi pessoal! Td bem?
     Então o último post tava meio revoltado...rsrsrs. Mas é a realidade, fazer o quê?
     Hoje só quero falar do fim de ano, que pra mim é uma época bastante agradável, eu curto natal, ano novo, festa em geral, baguncinha. Apesar de que qdo a gente vai crescendo essas datas vão ficando cada vez mais deprimentes, agora que eu tenho minhas duas pequenas, fico na expectativa de um fim de ano gostoso e com cheirinho de infância. Será que peço muito? Ah, eu acho que não. Eu acredito mto que a felicidade está com quem quer estar com ela. Então a gente cria os momentos felizes ou deprimentes e sinceramente quero estar muito feliz no natal e ver minhas filhas se deliciando com presentes e brinquedos novos. Quero estar mto feliz e com a mente focada nos meus objetivos para o ano de 2010, que acredito ser um ano de muitas realizações e boas coisas!
       Quero só alegria pra mim, pra minha família e pra todos que queiram estar com ela também!
       Pode parecer piegas gostar de natal, arvore enfeitada, canções natalinas e eu gostaria de saber fazer aqueles biscoitos natalinos que os americanos fazem (acho tão singelo...rsrs), mas, cara, eu aaaaammmmooooo essas coisas que fazem a gente ser feliz de modo bobo!!!!!
       A Bia e a Júlia ainda não entendem tudo que está acontecendo e às vezes estranham ver tanta gente que durante o ano  nem souberam quem era (rsrsrs), mas eu só queria que elas se sentissem bem nas festas e ficassem felizes estando junto de pessoas felizes. Esse é meu desejo de Natal!
       Ah, elas estão bem, saudáveis, sapecando como sempre. As duas já andam e adoram jogar bola. Mas ainda não falam, estão em treinamento intensivo com a mamãe (rsrsrs). A Bia está 6 cm mais baixa que a Júlia e 2Kg mais magra. As duas estão barrigudinhas, coradinhas e sapequinhas. Quero tirar umas fotos no Natal e aí eu posto aqui pra vcs continuarem babando nas minhas lindinhas!
       Ah, e apesar de me estressar algumas vezes no dia. Eu tenho tentado curtir mais e acho que estou conseguindo. Brinco mais com elas e tento ser mais paciente. Acho que sinto que está acabando esse período de exclusividade com elas e preciso estar mais presente...
        Que lindo, olhei pro lado e a Bia está toda riscada de caneta nas pernas... ai ai (rsrsrs)

Lição do post: Não espere que o Natal seja feliz pra vc deixar de ser triste, seja a pessoa mais feliz do Natal e a alegria vai com vc!!!!
FELIZ NATAL E UM MARAVILHOSO ANO DE 2010!!!!!!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Confesso: metade do tempo eu me estresso!!!!

Pessoal,
Talvez algumas pessoas achem terríveis as coisas que vou dizer agora, mas o caso é que esses pensamentos, sentimentos e atitudes fazem parte do meu dia a dia e quem sabe seja uma coisa comum no caso de mães, de gêmeos ou não. Mtas coisas me estressam no meu cotidiano de mãe, alías é uma coisa que eu não recomendo: ser mãe 24 horas por dia! Pelo menos pra mim não é mto saudável... Eu fico a beira de um ataque de nervos mtas vezes... Tenho certeza que quando eu começar a trabalhar vai ficar mais tranquilo, tanto eu, quanto minha convivência com as meninas, acho até que elas tb já enjoaram da minha cara...rsrsrs.
Mas o que mais me estressa no fato de ter filhas gemeas é que eu cuido delas sozinha e não consigo sair de casa sem ajuda. E a ajuda realmente não é facil afinal de contas as pessoas tem mais o que fazer do que ficar cuidando do filho dos outros, né? Recomendo ter dinheiro, mto, assim que vc pensar em ter filhos... pq vc vai precisar pra ter uma babá ou colocá-lo numa escolinha. E isso vai tornar sua vida mais facil!
Qdo eu começo a fazer algo pra mim, elas me acionam... Ou seja, nao consigo fazer... Agora, elas estão brincando mais sozinhas, mas não mto e brigam que é uma beleza, então tenho que ficar de olho, mas é a limpeza e organização da casa? Dificil...
Como eu consigo? Nem sei... É dificil mas não impossível... É estressante mas não deixa de ter momentos bons. E é mto melhor qdo eu to bem emocionalmente falando, o problema é que meu emocional está diretamente ligado a minha convivência com elas, já que é só isso que eu faço.
Mtas vezes fico meio deprimida, pq não tenho com quem conversar, ou não posso fazer as coisas, ou tenho que fazer coisas que realmente não queria fazer. Mas tento tirar proveito de todas as vezes que percebo que minha vida é boa, e que minhas filhas são lindas, tento ficar nesses momentos ao máximo. E isso tb não é fácil, pq a gente dá mta bronca tb, afinal elas não param de fazer coisas que podem se ferir ou destruir algum objeto da casa...
A verdade é que metade do tempo eu me estresso. E acordo atualmente todo dia pensando em quando eu vou conseguir trabalhar e elas vão pra escolinha. Porque como minha mãe sempre disse: "O importante não é a quantidade de tempo, mas a qualidade!" E acredito totalmente nisso. E acho que qdo eu fizer outras coisas da minha vida, vou valorizar mais os meus momentos com minhas filhotas.
Era mais pra desabafar!
Bjs bjs
E qdo alguém me conta que seu sonho era ser mãe de gemeos, eu penso: espero que seu desejo se realize! É lindo, mas é mais lindo qdo é de longe...rsrsrs.

sábado, 21 de novembro de 2009

Duas andando!!!!

Olá people!
Então se eu conseguir acabar de escrever essa postagem vou ficar feliz, pq ultimamente minhas filhas estão exigindo cada vez mais atenção em tempo integral. E queria dizer oficialmente que as duas estão ANDANDO!!!!!!!! O problema é saber se rio ou se choro...rsrsrs. Nossa, é uma loucura! E isso porque até que elas são boazinhas, pq se não tinha que fazer um clone de mim pra poder aguentar. E tb o bom é que elas andam quase sempre juntas, uma segue a outra, ou porque estão brincando juntas mesmo ou porque querem roubar o brinquedo da outra...rsrsrs. Mas é lindo de ver... Às vezes, estou sentada em algum lugar e vejo elas se aproximando com aqueles passinhos receosos e tortinhos, e quase me vejo chorando de emoção e acabo me lembrando de como elas eram pequenininhas há tão pouco tempo atrás... É, as pessoas tinham razão: passa super rápido! mas é ótimo qdo a gente nota que tudo está indo bem e que elas estão evoluindo dessa forma. Pena que em muitos momentos essas coisas acabam levando a gente pro outro lado: pro estresse! Eu tenho que me policiar diariamente pra não ir só pra esse lado, porque muitas vezes é difícil mesmo. Tentar limpar o bumbum de uma, enquanto a outra insiste em subir num móvel próximo e ficar de pé nele, mesmo vc dizendo sem parar pra ela descer, é estressante!!! E qdo vc tira do lugar, haja paciência pra aguentar choro de manha!!!! É, não é fácil, não! Mas é incrível tb.
Ah, a Júlia descobriu a bolsa! Como assim? Ela pegou um balde de lencinho umedecido e começou a andar com ele no braço como uma bolsinha... Eu dei uma mochilinha pra ver o que ela fazia e ela resolveu que seria sua nova bolsa. Fica andando pra lá e pra cá com a alça da mochila pendurada no braço, fica com o bracinho esticado pra que a bolsa não caia. É uma graça!!!!rsrsrs.
Agora, como sempre, a gente espera uma nova fase chegar. Tô aguardando ansiosamente pelas primeiras palavras, pq isso ainda não aconteceu, nenhuma palavra saiu ainda, mas logo logo. E venho aqui contar pra vcs!
Elas estão agora com 14 meses!!!!!
Bjs bjs

Pode perguntar...

Oi pessoas! Recebi um comentário da Elizangela que tá grávida de gemeos e tá cheia de dúvidas. Pô, Elizangela, pode perguntar!!!!! Se eu souber responder, pode ter certeza que responderei.
Bjs e quem quiser perguntar qq coisa, fiquem a vontade, porque o gostoso é trocar...

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Primeira vez na praia!


Bom, no último feriado (02/11), fomos pra praia, Itanhaém pra ser mais precisa. E foi a primeira vez das gatinhas aí em cima. Eu na maior expectativa em apresentar o mar, a areia, e tudo o mais. E o que rolou foi umas caras assustadas e choro... rsrsrs. Fazer o quê né? Elas se assustaram um pouco com o mar, mas adoraram brincar na areia. Fora que foi difícil encontrar um baldinho decente pra brincar, que na verdade nem foi encontrado, tive que comprar o que tinha mesmo, feio e sem graça, mas tinha que ter né?
E os biquininhos que tb deram trabalho pra serem encontrados só foram usados no primeiro dia, depois usei aquelas fraldas próprias pra nadar que parecem um maiô tomara que caia pra elas... rsrsrs. ficou engraçado!!!
Tava um sol lascado! E a gente se divertiu! Apesar que descobri que se tiver problemas de insônia com as duas é só levá-las pra praia, pq elas dormiam que era uma beleza... de dia, de noite... sono demais...tb cansavam pra caramba... A Bia ficava andando sem parar e a Jú já ia no caminho pra praia colocando o dedo na boca pra dormir... No ultimo dia, elas até dormiram na praia mesmo. Achei incrível!!!!
Mas cansa mesmo... puxa, acho que voltei mais cansada do que fui! Mas foi legal! As tias foram e ajudaram muuuuuuuiiiiittttooooo! E o vovô tb foi, mas ficou recolhido na concha...rsrsrs.
Ah, lembrete pra quem vai fazer esse tipo de viagem com criança pequena: Programe bem os horários de ida e volta pra não pegar calor ou transito na estrada e muito menos pegar horarios de almoço, jantar ou mamada, pq aí o bicho pega!!!! Na volta a Bia deu um show, era hora de mamar, e a mãe sem noção aqui não tinha como parar e dar pra ela, aí já viu né?

Bjs bjs a todos

Lição do post: Praia é tudo de bom, mas caaaaaannnnnssssaaaaaa....

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Começou a andar? Começou a falar? Ansiedade dos pais e afins...

Gentem...
Primeiramente quero agradecer pelo carinho de vcs! Amoooooooo vcs mesmo! Adorei os recadinhos abaixo...
Bom, mas eu queria falar sobre a ansiedade que tenho sentido e acho que muitos em volta das minhas filhas de vê-las andar e/ou falar. Engraçado isso... Parece que a gente nunca está contente com o andar do desenvolvimento delas que está indo muito bem por sinal. E fiquei com uma dúvida desgramenta: Quando a gente pode falar que elas começaram a andar? Quando elas dá uns passinhos que nem bêbada ou será que só quando deixar de engatinhar completamente e andar firme? Será que se ela tiver no meio termo posso dizer que ela anda? Eu não sei, e queria tanto dizer que a Bia já anda... Ela dá vários passinhos e anda uma distância de 1 a 3 metros dependendo da motivação e equilíbrio...Eu acho lindo, mas qdo alguém me pergunta se ela anda,não sei o que dizer. Alguém me dá uma luz?!?!?!?!
E falar? Quando a gente pode dizer que ela falou? Quando ela diz papá ou tarim (carinho, para os leigos) ou tau (tchau), pode-se dizer que ela fala, ou ela tem que recitar um poema de Drumond? Tem que falar uma frase inteira ou pelo menos tem que ser totalmente correta a palavra? Eu também gostaria de falar que minhas filhas falam, mas elas só falam projetos de palavras.... O que podemos considerar? Alguém sabe dizer?!?!?!?!
Se alguém tiver as respostas, me diz e acho que vamos sanar umas dúvidas não só minhas, mas de muitas mamães de primeira viagem.
Ah, e caso alguém esteja sofrendo de ansiedade como eu, recomendo tomar um chá e relaxar que independente do momento exato que essas coisas acontecerem, vão acontecer e quando acontecer, vai ser lindo, uma vitória pros filhotes e pras mamães!!!
Bjs bjs a todos.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Falta de tempo

Ei pessoas, cadê vcs????
É, eu sei bem como é a falta de tempo... difícil mas sabe fiquei pensando: Tem vezes que tá todo mundo disponível, participativo, solidário e outras vezes, tá todo mundo mais do que ocupado, se desculpando e deixando pra depois. O tempo é relativo, relativo de acordo com a disposição e humor da gente. Acho que já deu pra perceber que quando acordamos bem, comemos bem e todos estão colaborando parece que o dia flui e tudo dá certo, sobra tempo até pra tirar um cochilo(nossa, qto tempo...snif snif...) ou assistir aquele programinha da tv que ninguém nem conhece mas vc curte pacas(gostaram da gíria antiga?rsrsrs.). Outro dia, tudo dá errado, vc acorda e sua filha faz pra começar o dia xixi na sua cama. Vc não consegue fazer tarefas simples como varrer a casa, tirar o lixo, lavar a louça, comer... Vc explode no meio do dia gritando, dizendo que o dia de hoje devia acabar mais cedo já que ele não tá levando a nada e no fim, está extremamente exausta de tentar fazer as coisas e não conseguir e se rende a ficar embalando sua filha ou suas filhas no meu caso, pra que pelo menos elas descansem e você possa respirar um pouco. Afff!!!!
É, mas é tudo muito relativo. Até escrever e participar do meu blog e do blog dos outros depende dessas variáveis do dia. Mas gente, dá um oizinho, tô me sentindo tão sozinha no meu blog...rsrsrs.
Hoje foi um dia bom, minhas filhas estão colaborando... Graças a Deus!
Bom, se sobrar um tempinho pra vc, me escreve, me liga, que apesar da falta de tempo, os amigos sempre nos ajudam a melhorar o nosso humor e disposição e quem sabe assim a vida fica mais gostosa e menos estressante.
Bjs bjs a todos
Lição do post: Dê um tempo na falta de tempo e escreve pra mim que tô carente! rsrsrsrsrs.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Pra vida ficar melhor...



Pessoal,
Faz um tempão que não escrevo aqui né? Desde o aniversário delas. Bom, é que ultimamente estou me preocupando com outras coisas, lógico que sem esquecer das minhas pequenas, alías tudo é em nome delas. É engraçado, mas minha mãe sempre me disse e eu nunca acreditei que seria uma mãe do tipo que ela falava, mas é verdade, depois que vc tem filhos, vc só sabe pensar neles, vc só compra coisas pra eles, vc só sabe conversar sobre eles, vc só pensa se vai dar pra eles estarem juntos, se vai ser bom pra educação deles e tals. Tá que não é tão neurótico a ponto de vc não ver mais nada na frente, mas que vc tá sempre com o pensamento neles, isso tá. Pelo menos eu sou assim e isso me faz uma pessoa melhor. Porque agora eu penso numa vida melhor, num lugar melhor pra viver, de paz, de alegria, estimulante pras minhas filhas. Normal né?

Disse que tava preocupada com outras coisas, porque estou me preparando pra fazer um trabalho melhor, num cargo que me deixe feliz e que me dê o financeiro ideal pra criar minhas filhas sem sufoco, além de me possibilitar estudar novamente, fazer minha pós. E esse trabalho provavelmente vai me levar pra um lugar melhor de se viver! É, quem me conhece sabe que me mudei faz pouco tempo e não sei não se vou completar um ano nessa casa, ou se mudarei antes... mas tudo são planos, planejamentos e sim, espero poder concretizá-los pois quero sim uma vida muuuuuuuuuiiiiittttoooooo melhor!
Ah, e só pra atualizar: As meninas estão ótimas! Estão espertas e saudáveis! Não estão falando ainda, mas a Bia já anda um pouco, meio torta mas anda, a Júlia tá meio preguiçosa qto a isso, mas qdo ela tiver afim, provavelmente vai sair correndo...rsrsrs.

Foto pra vcs babarem (rsrsrsr)!


Bia, andando e segurando na mesa...

Júlia, abraçando a vaquinha de pelúcia (presente da Chris...)

Ah, achei incrível como depois de 1 ano parece que elas ficaram bem mais entendidas no campo da comunicação. Elas entendem bem o que a gente fala. E isso é maravilhoso!

Bjs a todos e continuem conosco!











domingo, 20 de setembro de 2009

Foto da festa




Na primeira foto, vovó Suzana, papai Reimar, Beatriz, Júlia, mamãe Luana e vovô Reinaldo.
Na segunda, todas as crianças encontradas na hora de cantar parabéns!!!! rrsrsrs. Faltaram o Lucas, a Beatriz e o Caio... esses fujões...rs.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

1 ano e feeeeeeesssttaaaaa!!!!

Pessoal,
vou escrever rapidinho porque tenho um monte de coisa pra fazer mas não queria deixar passar muito tempo do aniversario das minhas filhas sem um post.
Na sexta-feira passada, dia 11/09, elas completaram 1 aninho!!!! Eeeeeeeeeeeee!!!!! Minhas filhas estão cada dia mais lindas e espertas!!!! Cantamos parabéns em casa e assopramos velinhas.
No sábado, 12/09, foi a festa. Deu um suuuuuuper trabalho montar toda a festa, começamos às 6h30 da manhã e terminamos de recolher as coisas às 21h. Imaginem como acabamos o dia, destruíííííídos... Mas a festa foi linda, teve muita gente (que bom né?) e aparentemente todo mundo gostou, mesmo que minhas filhas só tenham começado a rir quando só sobraram 5 pessoas no salão...rsrsrsrs. Elas ficaram de cara fechada do começo ao fim... ai ai...
O tema da festa foi Turma da Mônica Baby e eu, Reimar, Patty (minha cunhada), Iarocka (minha irmã) e a Jéssica (prima) montamos toda a festa (brigadão pra vcs!!!!). Mas tava bonito o salão! A comida tb tava ótima (encomendada, lógico! Thanks, mãe!) E o bolo era enooooorme, lindo e delicioso (presentão da minha tia Nete).
Minhas filhas ganharam um monte de brinquedos e roupas e gostamos de todos!!!! Eu adorei!!!!
Queria agradecer a todos, um por um, mas já fiz isso na festa, mas puxa como fiquei feliz!!!!
Mas que cansaço e trabalho...rsrsrs.
No ano que vem até já sei o que fazer, mas só conto quando estiver perto...rsrsrs.
Bjs bjs e logo coloco umas fotos aqui pra vcs verem...
Lição do post: Festa dá um trabalho mas é uma delíííííícia!!!!! Vale a pena!!!!!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Só quero saber do que pode dar certo...(copiando outro blog)

Oi pessoal!
Então, li em outro blog esse titulo e adorei! Mas diferente do que li, acho que a questão não é fazer tudo que precisa pra dar certo o que vc acha que tem que dar certo, mas sim pensar positivamente e pensar nas coisas que são boas, sem se estressar à toa, porque eu acho na minha mais singela opinião que ser mãe é difícil demais pra gente se estressar com coisas que não valham a pena. Vamos ver se vcs me entendem?
Por exemplo em uma comunidade vi uma polêmica sobre usar ou não usar o andador. Muitas pesquisas mostram que ele é prejudicial ao desenvolvimento da criança... Minhas filhas tem andador e eu as coloco lá desde 8 meses. Elas adoravam, até umas semanas atrás, agora já nao gostam e eu usava sem dor na consciência. Meu, se eu senti que tá tudo bem e se elas se divertiam, se eu percebi que não tinha riscos, não vou deixar de lado só pq algumas pessoas acham totalmente condenável. Pra nós, não foi.
Assim como amamentar... Eu não gostei de amamentar, mas fiz pq isso sim achava importante, mas muita gente dizia que se eu não conseguisse, tudo bem. Até aí, ok, mas se eu tenho só um filho, eu TENHO que amamentar e se não conseguir, eu DEVO me preocupar e ficar triste... Não! Discordo totalmente. Hoje em dia, eu não queria estar amamentando e ainda amamento a Beatriz, só porque não consegui tirar esse habito dela, estou indo devagar... Mas estou tentando não me estressar demais com isso.
Quanto a festa de 1 ano, também tem gente que é totalmente contra e tem gente que é totalmente a favor. Eu adoro uma festa e gostaria muito de comemorar esse 1 ano, mas se eu não tivesse condições, não faria. E minha consciência estaria em paz.
Acho que opiniões podem ser dadas, mas condenações são totalmente proibidas! Eu PROÍBO!!!!!rsrsrsrssssss.
Tudo bem, pode condenar, mas não vem com essa ladainha pra cima de mim.
Lição do post: Mães, quem sabe de suas vidas, suas atitudes, seus valores e seus filhos são vocês e mais ninguém!!!!! Sigam sua intuição e observem a reação dos seus filhos e tudo vai dar certo.
E semana que vem: 1 ano!!!!!! eeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A Gripe. (não a suína...)

Pessoal,
Nada pior que ver seu filho doente. Aconteceu. Minhas filhas estão gripadas... Ai ai que tortura! Mas não se preocupem, não é nada forte, não deu febre, nem tosse, nem falta de ar. Mas o nariz tá enchendo e escorrendo e só isso é o suficiente pra elas ficarem mais irritadinhas, dormirem pior... E consequentemente eu também vou ficando mais irritadinha e dormindo extremamente pior... E dá-lhe receitinhas caseiras de vitamina c: chá, cebolinha, suco de laranja, coisas do gênero, fora a inalação, vick vaporub, etc. E vai tentar deixar elas fora do chão gelado? Fácil, fácil...rsrsrs. Bom, espero que o tempo melhore e a gripe vá embora, porque, cara, não precisamos disso.
Como diz a Keiko: O importante é ter saúde!
É mesmo, não só, mas é super importante mesmo.
Bjs bjs

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Estresse e crescimento

Pessoas,

Não sei o que vcs pensam quando lêem meu simpático blog sobre minha vida com as meninas, mas devo dizer que ultimamente está bem estressante. Não sei se é mais porque agora elas tem maior mobilidade, estão engatinhando pra lá e pra cá, pegando tudo que encontram pela frente ou se sou eu que tô precisando dar um tempo, relaxar, trabalhar, fazer outras coisas. Talvez um pouco dos dois, né?
Só sei que na última semana tem momentos em que não me reconheço, fico uma pilha de nervos, brigo com elas e tenho uma vontade enorme de sair correndo ou enfiar a minha cabeça na parede. O pior é que nem tô achando mais divertida a história de saírem andando...rsrsrs. O que parece que logo logo vai acontecer. As duas já estão tentando insitentemente ficar de pé sem apoio. Como eu disse pra uma amiga ontem: Bonito é ver os filhos dos outros andando e falando! rsrsrsrs. Que horror, né? Lógico que eu quero que elas se desenvolvam bem, mas acho que preciso me desenvolver também (trabalhando e estudando) pra sobreviver aos momentos estressantes com mais risada do que lágrimas.
E putz, que raios de picos de desenvolvimento são esses... Vcs sabiam disso, que os bebês tem picos de desenvolvimento e aí ficam mais carentes, mais chorões, menos dorminhocos, mais dependentes e aprendendo e aprendendo? Pois é, isso existe. Agora imagina isso com duas pimpolhas? ai ai meu Deus!!! Ainda bem que elas são boazinhas comigo e revezam, quando uma tá terrível, a outra tá boazinha. A Bia é a terrível da vez...rsrsrs.


Vejam:

Pico de Crescimento.
É um fenômeno que ocorre em muitos bebês no qual estes solicitam mais mamadas do que de costume. Esta necessidade geralmente dura de poucos dias a uma semana, seguido de um retorno ao padrão menor de mamadas. A mãe costuma sentir como se não desse conta de produzir leite em quantidade suficiente para o bebê.
Períodos comuns deste "picos de crescimento" ocorrem por volta dos:
* 7-10 dias
* 2-3 semanas
* 4-6 semanas
* 3 meses
* 4 meses
* 6 meses
* 9 meses (mais ou menos).

Salto de Desenvolvimento

Seu bebê anda chorando muito? Não está dormindo bem? Querendo só ficar no colo? ATENÇÃO MAMÃE, PODE SER UM SALTO DE DESENVOLVIMENTO!

Veja o que pode estar acontecendo...O fato é que os bebês não se desenvolvem em um ritmo constante, e sim às vezes dão uma acelerada, outras vezes fica mais devagar etc. Existe um livro holandês que contém toda a cronologia destes saltos. O livro diz que o período que antecede os saltos, o bebê de repente se sente perdido no mundo, pois seu sistema perceptivo e cognitivo mudou (segundo os autores, tudo isso pode ser observado neurologicamente), mas ele ainda não se acostumou, então o mundo parece muito estranho... O que acaba acontecendo é que ele quer voltar à base, ao que é conhecido, ou seja, MAMÃE.

Então, nessas fases eles ficam mais carentes, precisando de colo, e com freqüência também comem e dormem pior.E segundo os autores, depois de algumas semanas essa fase difícil passa e tudo volta à normalidade.

Acho que deve haver uma certa variação entre bebês, mas a cronologia observada (experimentalmente) pelos autores é a seguinte:

*05 semanas / 1 mês
*08 semanas /quase 2 meses
*12 semanas /quase 3 meses
*19 semanas /4 meses e meio
*26 semanas /6 meses
*30 semanas /7 meses
*37 semanas / 8 meses e meio
*46 semanas / quase 11 meses
*55 semanas / quase 13 meses
*64 semanas / quase 15 meses
*75 semanas / 17 meses

Ainda segundo os autores, depois de uma crise o bebê de repente começa a fazer coisas que não fazia antes, dá um salto de desenvolvimento mesmo, e também fica mais feliz. Então durante as crises é só ter um pouco de paciência, logo passa...

O segredo é termos PACIÊNCIA, AMOR, CARINHO, COLO, ETC... Pois passa rapidinho!

Resumindo:
PICOS DE CRESCIMENTO (que tem a ver com alimentação, aumento de demanda de mamadas do bebê para suprir esse período que precisa crescer mais).
SALTO DE DESENVOLVIMENTO (período onde o bebê esta desenvolvendo novas habilidades e muda de comportamento para "trabalhar" nessa nova habilidade). Ambos fenômenos podem ocorrer ao mesmo tempo, é só dar uma olhada como a tabela deles se intercalam em alguns períodos.
*tirado do Grupo Soluções para Noites sem Choro.
Lição do post: Paciência e muita paciência, e muita paciência, e mais um pouquinho de paciência....rsrsrsrs.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

11 meses!!!!! Falta só mais um mês...

Oba, hoje as minhas filhotas estão fazendo 11 meses!!!!

Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!!!


Das novidades:


A Bia que não tinha dente nenhum agora está com 1 dentinho embaixo e o segundo querendo sair... A Júlia já tem 6 dentes, essa gulosa...rsrsrs.


As duas estão tentando ficar de pé sem se segurar e engatinham tão rápido quanto podem pra me enlouquecer.


As duas batem palma, fazem uma dancinha, cantam e até conversam entre elas...rsrs. Ah, e brincam de esconder e achar... é uma graça! elas se acabam de rir...


Eu consegui iniciar o desmame parcial da Bia, que ainda não aceita nenhum leite que não venha do meu peito, mas só por conseguir tirar a mamada da hora do almoço já me sinto vitoriosa, apesar de que ela tá chata e nervosa, ainda não se conformou... ai meu Deus, me ajuda!!!!


Bom, acho que as novidades são essas, não tem muito mais.


Fora isso, amo demais essas duas lindonas, chatinhas, dengosas, espertinhas, sapequinhas e fofuchas da mamãe!!!!!!

Ah, tentando sobreviver...rsrs.

E viva a festa de 1 ano!!!!!!


Ontem o Augusto e a tia Angelina vieram nos visitar. Olha a foto dos três fofos... Só pra vcs saberem o Augusto tem só 8 meses... Enoooooormeeee, mas um lindão.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Pra descontrair...

Poema feminino

Que mulher nunca teve
Um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado,
Ou um amigo meio viado?
Que mulher nunca tomou
Um fora de querer sumir,
Um porre de cair
Ou um lexotan para dormir?
Que mulher nunca sonhou
Com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida
Ou com uma lipo na barriga?
Que mulher nunca pensou
Em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?
Que mulher nunca penou
Para ter a perna depilada,
Para aturar uma empregada
Ou para trabalhar menstruada?
Que mulher nunca comeu
Uma caixa de Bis, por ansiedade,
Uma alface, no almoço,por vaidade
Ou, um canalha por saudade?
Que mulher nunca apertou
O pé no sapato para caber,
A barriga para emagrecer
Ou um ursinho para não enlouquecer?
Que mulher nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone
Que 'dele' não lembra nem o nome?

Não sei quem é a autora do poema, mas achei hilário e resolvi colocar aqui, porque afinal de contas toda mãe é mulher e nós, mulheres, somos demais, porque aprendemos a rir de nós mesmas e de nossas atitudes insanas.

Bjs a todas as mulheres e viva nós!!!!!!!

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Que vontade de dormiiiiiiiirrrrrrrr!!!!

Pessoal,
Acho que vcs já devem ter ouvido dizer que as mães não dormem ou tem dificuldades pra dormir pois seus queridos filhotes acordam durante a noite pra mamar ou pra chorar, ou pra brincar, ou sem motivo aparente e elas tem que ficar fazendo plantão noturno por conta disso. Pois é a mais pura verdade! Só que tem mães que são sortudas e tem filhotes que dormem a noite toda, ou logo no começo ou depois de um tempinho, uns primeiros meses, até a hora que começam a comer...
Será que dá pra entender que eu estou sem dormir uma noite completa desde uns 7 meses de gravidez (afinal tava gigante e não conseguia dormir direito pelas dores nas costas e nas pernas e falta de ar, etc.). Isso acontece até hoje: faltam 6 dias pra minhas filhas completarem 11 meses de idade. Dá pra imaginar!?!?!?! Bom, se alguém me falasse que isso acontece mesmo antes de isso realmente acontecer comigo eu diria que a pessoa está exagerando. Mas acreditem: faz mais de um ano que eu não sei o que é dormir direito!!!! E todo dia quando acordo penso que seria um sonho conseguir essa façanha.
O melhor é que uma das minhas filhas dorme a noite toda: a Júlia. Alguns dias ela acorda no meio da noite sim, mas é uma vez por semana no máximo e ela mama e volta a dormir. Agora a Bia... ai meu Deus! Ela acorda umas 3 vezes por noite, pra mamar e muitas vezes não dorme logo em seguida. Como eu queria que ela dormisse bem bem...
Se alguém tiver uma dica de como fazer uma bebê dormir a noite toda, agradeço!
E o melhor: essa semana, não sei por quê está calamitosa (sei lá se é assim que se escreve...)!!! As duas estão demorando muito pra dormir... Antes elas dormiam às 19h no máximo e agora elas estão dormindo às 21h30, 22h, e o pior é que parecem ligadas na tomada 220V e quando a gente quer pegar elas no colo pra fazer dormir, choram, gemem e se contorcem... Eu acho que vou surtar!!!!! Melhor ainda, é meu querido marido chegando em casa, sem janta pronta e tendo que ficar no computador pra estudar... aí, não sei se quero matar ele, se quero matar minhas filhas, ou se quero me matar!!!! Acho que o melhor mesmo é não haver movimentos bruscos muito menos matanças e que me deixem dormir, pelo amor dos meus netinhos, quem sabe minha cara e cabelo até melhorem...
No dia que eu conseguir dormir, além de comemorar com rojões e festa, ainda acho que o mundo será mais bonito! Pena que realmente o sono não se acumula, daí aquelas recomendações de dormir durante a gravidez, poderiam ajudar nesses momentos pós-gravidez, apesar de que eu já estaria devendo de novo...rsrsrs.
Lição do post: Durmam enquanto podem! E se possível, fujam pra dormir!!!!!!! E se quiser ficar com minhas filhas uma noite pra eu poder dormir, também não vou achar ruim!!!! rsrsrs.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

A ansiedade da separação! Dor no coração!

Pessoal,
Esses últimos meses tenho tentado retomar minha vida profissional, que não existe desde os 6 meses de gravidez das minhas filhotinhas. E agora, estou voltando a atender como psicóloga numa clínica e ainda estou providenciando um emprego fixo, pois pretendo trabalhar com os dois. Mas a medida em que percebo que vou voltar a trabalhar como todos os mortais, também percebo que vou ser obrigada a me separar das minhas pequenas, do dia-a-dia com elas, das brincadeiras, das novidades, dos choros sem motivo, das resmungações que parecem ser conversas, do riso quando eu faço uma careta, das palminhas e dancinhas quando a gente canta e tudo de gostoso que é estar com a Bia e a Júlia! Ai, que dor no coração em pensar que elas terão que ficar com pessoas estranhas, num ambiente estranho, sem a mamãe do lado pra proteger, ninar e dar bronca... Sei que talvez pra elas não seja ruim, até deve ser bem legal, mas pra mim, mamãe coruja de primeira viagem, essa sensação é horrível!!! Sei que as horas que passaremos juntas ainda existirão mas serão beeeeeem menos do que agora...
O pior é quando todos os pensamentos piores começam a aparecer na sua cabeça: de que elas não vão ser bem cuidadas, que vão se sentir rejeitadas, que alguém vai esquecer de trocar as fraldas delas, ou de dar comida, ou deixar chorar sem ter porquê... Ai, ai, sai de mim pensamentos ruins!!!!
Bom, eu fui pra escolinha quando tinha um pouco mais de 1 ano, mas minha mãe teve que trabalhar quando eu tinha 3 meses e sobrevivi. Aliás, acho que deu tudo certo... pelo menos, eu espero.
Vou tentar deixar pra lá os pensamentos maus e me focar nos benefícios que essa separação pode trazer pra elas e pra mim, afinal todas nós estaremos vivendo novas situações e emoções e estaremos nos desenvolvendo e crescendo a partir delas.
Torçam pela gente! Ah, e se alguém tem uma dica pra dar nesses momentos que antecedem essa separação, por favor, passe pra mim!!!
AAAAAAaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!
PS: Devo dizer que apesar dessa sensação, a idéia de voltar a trabalhar me deixa extremamente feliz! Me sentir útil, ter dinheiro, estar em outros ambientes pra mim tenho certeza que vai ser ótimo!

sábado, 18 de julho de 2009

Tem dias em que me sinto assim...

Acho incrível como as coisas me afetam...
Agora mesmo estava pensando em escrever um post lindo falando sobre os 10 meses das minhas filhas. Mas acabo de ler um outro blog que falava sobre a tv e novamente entrando na questão de prejuízo intelectual e comportamental para as crianças. Eu já tinha lido sobre isso e nao digo que tirei a tv de cena, apenas reduzi o tempo. Mas fico me sentindo menos, quando vejo que talvez nao esteja fazendo a coisa certa. Me sinto mal... Depois procuro me justificar, pra mim mesma, e mesmo assim não melhoro meu astral. Gostaria de ser perfeita e fazer coisas perfeitas pras minhas filhas, mas não chego nem perto disso! Minha casa está uma bagunça e minhas filhas dormem nesse momento e em vez de eu ir arrumar a casa, lavar ou passar as roupas, fico aqui me entretendo na internet. Será que estou errada? Algo fica martelando na minha cabeça, falando: vai fazer as coisas! E, bom, acho que vou ter que fazer mesmo, apesar de estar ansiosa por conversar, por sair, por me divertir...
Vou lá...
Foi só um desabafo...
Bjs a todos.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

A questão da amamentação

Aqui estão minha duas filhotas frente a dois peitos enooormes!!! Elas estavam com uns 3 meses...

Ok, pessoal! Agora vou falar sobre um assunto importantérrimo. Para tentantes, grávidas de primeira viagem e mães recentíssimas, aqui vão algumas dicas e lógico minha história sobre como foi a amamentação das minhas filhas.


Primeiramente, devo dizer que eu (preste bastante atenção: estou dando a MINHA opinião) não achei super legal o processo de amamentação. Até porque eu achava que isso era simples. Pra mim, a amamentação era a soma de um peito com leite e uma boca faminta. Que terrível engano o meu! Na primeira semana de vida das minhas filhas, percebi que não estava preparada para isso, ninguém tinha me alertado sobre o cuidado que eu deveria ter e eu me senti péssima, pois além da dor que ainda sentia da cirurgia cesárea, também sentia muitas dores quando minhas duas filhas queriam mamar e diga-se de passagem que elas só faziam isso e dormiam nos 2 primeiros meses. Elas mamavam a cada duas horas e ficavam uma hora cada uma no meu peito. Imaginem isso, só que com a sensação de que tinham pregadores se revirando no bico do meu seio!!! (Parece horrível??? Pois era assim que eu sentia! Apesar que diz minha mãe que eu sou muito dodói e pode até ser que ela tenha razão...)


Depois de me ver chorando, com o seio duro, dolorido e quente, além de ardendo, decidi que não ia mais acreditar que isso era normal e que o jeito era deixar o tempo passar (sentindo dor infinita!!!) como minha mãe insistia em dizer. Comecei a procurar na internet os jeitos de passar por isso com menos sofrimento. E achei, bastante coisa aliás, inclusive uns slides que mostravam o jeito correto de amamentar para não sentir dor. Graças a Deus!!!!


Comecei a passar um gelzinho milagroso no peito que me aliviou bastante, aprendi a fazer a ordenha manual, mas comprei também a bombinha e aprendi a usá-la delicadamente. Aprendi a amamentar deitada. Aprendi que se eu beber muita água nunca vai faltar leite pras minhas duas filhas. E depois de 2 meses de peitos doloridos, finalmente me acostumei!


Tenho orgulho de dizer que amamentei minhas duas filhas exclusivamente por 6 meses. Depois disso, comecei a introduzir mamadeira pra Júlia e tentei pra Bia, mas não consegui. Amamento a Bia até hoje, ela não aceita mamadeira! Mas ela já come comida, frutas e sucos. A Júlia amamentei até quando os dentes dela começaram a me morder, acho que foi até os 8 meses, mas dava mamadeira regularmente.

Sempre acreditei que o leite materno era muito importante pra criança e somente por isso que lutei contra minha dor e fiz o máximo pelas minhas filhas que não tiveram nenhuma doença e são fortes e saudáveis. Mas saibam que sinceramente se eu não acreditasse tanto nisso, não teria insistido. Por isso aconselho hoje as mamães a darem extrema importância para as informações a esse respeito antes de se verem sem saber o que fazer, chorando de dor.


Dicas do post:


1)Pesquisem bastante sobre amamentação e se preparem. Procurem no google: imagens sobre "pega correta" da amamentação.


2)Para as mães que pretendem trabalhar logo, não deixem seu filho rejeitar a mamadeira totalmente. Eu parei de dar mamadeira pra Bia e por isso ela não pega mais e isso me deixa preocupada quando a deixo longe de mim... preferia que ela pegasse a mamadeira numa boa...


3)Se você por um acaso não conseguir amamentar seu filho, não se culpe, faça o melhor que pode e seu filho vai se beneficiar do seu amor.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

As duas engatinhando...

Bom, essa semana a Bia aprendeu a engatinhar, ou pelo menos, resolveu que deveria se exercitar mais...rsrsrs. A Júlia já estava engatinhando bem e continua, logicamente. Será que algum(a) de vcs pode imaginar como vai ser minha rotina daqui pra frente????? Eu posso. Já a estou vivendo...



Ela é assim:



"Onde vc vai?"



"Não pode ir aí!!!"



"Não põe a mão aí!!!"



"Tira isso da boca!!"



"Volta aqui"



"Júlia, pára de subir na sua irmã!!!"



"O que aconteceu?!" (eu correndo pra ver porque uma começou a chorar...)



Então, é mais ou menos isso. Apesar de dar mais trabalho ainda, fiquei muito feliz por elas estarem se desenvolvendo muito bem! No sábado, elas estarão completando 10 meses de vida e acredito que estão ótimas no seu desenvolvimento. Estão também lindas e saudáveis!



Já começo a planejar mais de perto o aniversário de 1 ano e fico orgulhosa de saber que estamos bem até aqui.







Júlia se apoiando pra levantar...




Bia felizinha!!!

Obs.: Fotos tiradas pela tia Iara!

terça-feira, 30 de junho de 2009

SER MÃE É

sempre estar cansada,
de nunca ficar parada,
de ter sempre o que fazer.
É engolir quase inteiro,
não demorar no banheiro
e se aprontar sem se ver.
É acordar de madrugada,
e não dormir quase nada
se um filho adoecer...
De novo ler historinhas
os contos da carochinha,
para o filho adormecer...
É interromper a novela,
quando está no melhor dela,
para o filho atender.
É inventar pratos "mil",
se um filho com fastio,
inventar de não comer.
É estudar outra vez
Todo o curso que já fez,
Para o filho aprender.
Outra vez brincar de "roda",
e estar por dentro da moda
quando a filhinha crescer.
É ouvir músicas "chatas"
e esquecer as serenatas,
que só lhe davam prazer.
É curtir uma quadrilha
Quando então é sua filha
quem vai dançar pra valer.
Ser mãe é virar uma semente
Pra viver novamente
Quando um filhinho nascer.

(Tina Godinho)

Amei o poema que minha amiga internáutica escreveu no seu perfil e pedi licença pra publicá-lo aqui. Não é lindo? E totalmente verdadeiro...

domingo, 28 de junho de 2009

Ser mãe é...

Bom, eu estava pensando sobre esse assunto e lembrei daquela frase que odeio: Ser mãe é padecer no paraíso! Cara, não sei quem inventou essa frase, mas ela é irritante e não tem nada a ver com ser mãe. Então resolvi tentar definir essa idéia, mesmo sabendo que não é fácil.
Pra mim, ser mãe é primeiramente doar amor, muito. E com o amor, vem muita, muita, muita paciência... paciência deve vir quase que em primeiro lugar...rsrsrsrs. E não pense que é um amor incondicional, porque nós sempre estamos esperando uma recompensa, mesmo que pequena. Um leve reconhecimento é o suficiente por 9 meses de gravidez, por um parto difícil, por noites sem dormir... Mas ele é necessário sim. O amor é grande e totalmente inexplicável!
Mas sabe o que vem logo depois do amor? Culpa. Sim, não é legal ouvir (ou melhor, ler) isso. Mas é verdade. Culpa. Quem é mãe sente muita, muita mesmo. Desde que engravida o sentimento de culpa é enooooorme, por qualquer coisa que se faça ou deixe de fazer. A sensação de que você é totalmente responsável por tudo de bom e ruim que acontece com aquele pequeno ser que você chama de filho nos traz imeeeeensa culpa. E preocupação. Muita também. Minha própria mãe sempre me dizia que os psicólogos só sabiam jogar a culpa nas mães. É lógico! Elas são culpadas! rsrsrsrs. Elas se sentem culpadas e sabem que tem razão. Por mais que a gente tente se desvencilhar, ela sempre nos acompanha. Mas é ótimo quando você pensa que é culpa sua também se seu filho está bem, se desenvolvendo, feliz! Sim mamãe, você tem culpa! Comemore e relaxe!
Outra coisa de ser mãe é ficar feliz com pouca coisa. Nossa, é incrível como um sorriso do seu filho pode mudar seu mundo. Um abraço então é como ganhar na loteria! Eu nem imagino como deve ser quando a gente ouve pela primeira vez um sincero: Eu te amo! Deve ser como o bing bang de emoção boa!
Mais uma coisinha: toda mãe é louca! Se não era antes, agora ficou! Na verdade, as mães ganham de brinde loucura e sabedoria. Muitas ficam extremamente sábias com a maternidade, outras ficam totalmente loucas. Mas a grande maioria fica 70% louca e 30% sábia! Eu me encaixo aí. Tem momentos em que parece que você entendeu algumas coisas do mundo que até então não entravam na sua cabeça e seu filho mostrou de alguma forma como é a realidade pra você. E tem outros, em que a única vontade que você demonstra é de sair correndo, gritando e puxando os cabelos pra ver se as coisas se solucionam. E veja bem, essa última parte é os 70%. Ah, e isso é diário, viu?rsrsrsrs.
Viva a experiência da maternidade! Tem gente que o odeia! Tem gente que adora! Eu amo muito tudo isso! E podem me chamar de louca: Mas ainda não sei se vou fechar a fábrica já...rsrsrsrs. Lembre-se dos 70% e me dá um desconto...rsrsrs.
Lição do post: Ser mãe é amar, enlouquecer e entender um pouco melhor o mundo! Pelo menos eu acho assim.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Conselho é bom... quando é pedido!!!

Pessoal,
Ontem a Júlia teve um problema alérgico e ficou com o olhinho inchado por causa de uma suposta picada de inseto. Depois de passar no médico, minha mãe e irmã quiseram dar uma volta no shopping. Para minha surpresa, uma pessoa quis opinar sobre o que fazer pra não deixar isso acontecer. Interessante... porque eu não pedi seu conselho ou opinião, muito menos conheço a pessoa, nem mesmo queria me apresentar a ela. Pode parecer grosseria minha, mas acho que mais grossa é a pessoa que já vai falando o que vc deve ou não fazer para cuidar de sua filha, sem ao menos saber do que se trata. Fiquei revoltada sim! Sei que a intenção era das melhores, mas de boas intenções o inferno está cheio!
Outra coisa que acho revoltante é quando alguém quer fazer algo pra agradar seu filho, mas vc não quer que isso seja feito, por qualquer motivo que seja. Se eu não quero que vc dê chocolate pro meu filho, respeite-me! Se eu não quero que vc saia correndo no vento com meu filho nos braços, respeite-me! Se eu não quero que vc coloque o casaco azul e prefiro o rosa, respeite-me! Afinal, eu sou a mãe! Eu sou a responsável pela educação da criança e passo os dias tentando fazer isso da melhor forma possível, me esforçando e espero que as pessoas não venham fazer coisas só pra ver no que vai dar, sem pensar em nada. Até porque sei que não terei controle sobre muito do que elas fizerem no futuro, então deixa eu fazer as coisas do meu jeito enquanto posso! Uau, que revolta hein? rsrsrs. Mas quem não é mãe tem que se colocar no lugar de quem é, e quem é, pode me dar total razão, não é verdade?
Gosto muito do recurso da internet pra pedir opiniões, principalmente a esse respeito, porque vc pode escolher a quem pedir. E tenho tido bastante respostas boas, que tem me ajudado muito, afinal pra se cuidar de um (ou no caso, dois) filhos é preciso ter bons livros, sites e mais ainda boas referências pessoais, incluindo exemplos de sucesso e fracasso.
Quero agradecer novamente as opiniões aqui do blog, porque se exponho aqui meus pensamentos, dúvidas e opiniões é porque sei que vcs que acompanham podem me ajudar de alguma forma e sim, estou pedindo pra que façam isso! Não são desconhecidos que resolveram falar qualquer coisa no meio da rua...rsrsrs.
Lição do post: Não opine se ninguém te perguntou nada!

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Thanks pelas opiniões!

Pessoal,
achei legal a participação no post anterior sobre tv. Queria mto agradecer e pedir que outras pessoas escrevam. Também acho que posso diminuir, pelo menos, o tempo da tv... Tem horas em que realmente não sei bem o que fazer e é bom até ter outros exemplos.
Vou tentar melhorar!
Obrigada de novo pessoas! E continuem nos vendo!
Lição do post: Agradeça sempre que puder!

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Tv, deixar assistir ou não deixar?

Cara,

minhas filhotinhas com 9 meses estão vidradas em alguns programas da tv. Fico tão na dúvida se isso é saudável... mas olha, sempre digo como desculpa que são duas e preciso de uma ajuda, a babá eletrônica de minhas filhas é a tv... errado? pra dizer a verdade, acho que tá errado sim, mas já acostumei e elas também. Elas adoram ver programas com músicas e eu acho isso bom, pelo menos os desenhos e programas pra essa idade mostram boas mensagens como cuidar das plantas e animais, ajudar os irmãos e ter coragem, etc. Todo dia penso que talvez fosse melhor que elas não vissem tanta tv, mas depois vou deixando... Será que isso vai prejudicá-las no futuro?


E vc? Qual sua opinião?

Na foto acima, estão assistindo tv, mais especificamente Hi-5!!!!
Uma coisa é certa, pelo menos elas ficam dançando em frente a tv quando as pessoas cantam... é uma dancinha de barriga e é uma gracinha!!!


Mas elas fazem outras coisas também, elas brincam com a mamãe e papai e com todos que nos visitam. Andam nos andadores, pra fazer bagunça e barulho. Passeiam. E a Julia ta engatinhando pra tudo quanto é lado, já a Bia se rasteja pra tudo quanto é lado, mas de marcha ré...rsrsrs.

Na foto acima, estamos no horto florestal passeando...

Bjs bjs

segunda-feira, 15 de junho de 2009

A procura da felicidade... (em homenagem a minha querida amiga Keiko!)

Hoje vi um video muito interessante no orkut da minha amiga citada aí em cima. E foi ótimo! Falava sobre o filme "A procura da felicidade" com Will Smith, sobre uma parte da vida de Chris Gardner. Quem não assistiu, recomendo. Acho q cada um tira o melhor do que vê e a lição que ficou pra mim foi: Persista nos seus sonhos, mesmo que tudo diga que você não vai chegar lá, persista e conseguirá!
E isso é ótimo pra mim, pois persistência não tem sido minha melhor qualidade... Já mudei algumas vezes de profissão, só porque achava que outro caminho seria mais fácil, mas sempre fico pensando em voltar atrás. E fico indo e vindo.
Atualmente, como mãe, percebo que não posso mais ficar fazendo a dança do siri profissionalmente. Preciso mirar direito e seguir um caminho sem volta, pois não só minha realização profissional e financeira está em jogo, mas também duas vidas em desenvolvimento, que dependem de uma mãe feliz, realizada, bom exemplo e que possa dar conforto e atender as suas necessidades materiais.
Esse vídeo e uma boa conversa com minha amiga Patrícia, de Bauru, me ajudaram a tomar uma decisão mais certa sobre como começar a trilhar um caminho que vá de encontro com a minha felicidade e a da minha família.
Torçam por nós!!!
E acreditem que você pode ter e ser tudo que quiser! É só persistir, mirando o objetivo e trilhando seu caminho!

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Quando se descobre que vai ser mais rápido do que você gostaria...snif

Oi pessoal!
Ontem minhas filhotas completaram 9 meses de vida e ontem descobri que o que todos dizem é a mais pura verdade: passa rápido!!! Não é que tenha passado rápido aos meus olhos esses primeiros meses, mas a partir daqui parece que o tempo vai voar!!! Ontem vi Júlia engatinhando e tentanto subir no sofá enquanto Bia cantarolava uma música com sua tia... Pensei: Minhas filhas estão crescendo, logo estarão andando (pânico total!!!!rsrsrsrs), daqui a pouco estão estudando e até virarão adolescentes um dia... e quer saber? gostaria de congelar o tempo ou pelo menos por no slowmotion por uns anos... me dá medo de pensar que logo elas estarão independentes e de certo modo isso é bom, pq me dá a perspectiva necessária pra eu me lembrar que preciso curtir mais do que reclamar... Nos primeiros meses a gente fica torcendo pra que o tempo passe e elas se desenvolvam, mas qdo vê já aconteceu!!!! E o mais incrível é que tanto eu quanto minhas filhas estamos sobrevivendo a essa fase louca, conturbada, estressante e estranhamente linda! Por isso também acho que o primeiro ano deve ser amplamente comemorado, afinal é uma vitória! Vou fazer festa de um ano delas e só não vou tomar aquele porre pq amamento!!!! rsrsrsrs.


Lição do post: Acredite que realmente passa rápido! Então lembre-se de parar um pouco por dia e só brincar e rir com seus filhos...e se der, guarde a imagem de suas risadas no mais importante arquivo de sua memória .

sábado, 30 de maio de 2009

Hoje é dia de festa!!! (ou Pessoa desesperada para ter uma vida social...rsrsrs)

Gente, estou empolgada hoje, pois vamos à festa da Giovanna, filha da Keiko que está fazendo 1 aninho. Vai ser a primeira festinha de criança que vou com minhas filhotinhas. Acho que estou mais empolgada que a Keiko, até porque só vou aproveitar e ela deve ficar recebendo os convidados... xiiiiii...rsrsrs. Se ela ler isso, vai me xingar! rsrsrs.
Bom, mas mais que uma festa infantil, hoje é dia de reencontrar amigas e isso me anima de uma forma super ultra mega blaster power!!!! Ainda mais amigas queridas e que não se encontram há um tempão. Espero que todas ou quase todas possam ir. E logicamente que também gosto de sair com minhas pequenas por aí, fazer a exposição da figura delas, pra me orgulhar de como são lindas, maravilhosas e gostosas!rsrsrs. Tá que parece que eu tomei red bull com coca-cola e café, mas não, é só animação de uma pessoa encarcerada e com vida social praticamente zero.
A festa é só a noite mas já acordei feliz!!!! Só eu mesma!!!!
Mas acho que as mamães vão entender o que estou dizendo e as mamães de gêmeos que se viram sozinhas vão entender completamente!
Como eu gostaria de ter mais um par de braços e mais força pra poder sair carregando minhas duas filhas pra sair. Anteontem foi até ridícula minha carceragem. Queria comer pão e não consegui, porque não posso ir até a padaria e pra melhorar, o cara que passa com pães de bicicleta aqui na rua resolveu que não ia passar, só porque o dia estava chuvoso, e eu fiquei só na vontade... Daí pensei que a gente se adapta as situações mais esquisitas... Bom, por isso tô fazendo treinamento intensivo pra minhas filhas andarem e de preferência descerem e subirem escadas, afinal pra melhorar tudo me mudei pra um apartamento sem elevador e moro no 6º andar. É que a vida já tava muito fácil pra mim, resolvi colocar mais um desafio...rsrsrsrsrs. Mas tudo bem, um dia tudo melhora e pelo menos o bom humor, a esperança e o otimismo ainda estão firme e fortes comigo. Ainda bem que eu amo minhas filhas e elas fazem tudo isso valer a pena!
Bjs a todos e um pouco de animação tb...

Lição do post: Nunca more num apartamento que não tenha elevador!!!! E tenha internet e telefone sempre a mão pra quando bater o desespero de vida social zero, vc ter com quem conversar...

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Voltamos!!!!!!

Olha minhas fofuchas aí, geeeeeeeenteeeeee!!!! Descabeladas? Imagina...rsrsrsrs.
Pra quem ainda nã sabe distinguir: a Jùlia é a da esquerda, maior, mais branca e mais bochechuda. A Bia é a pequenina de cabelinho de lado, empolgadinha.
Elas estão com 8 meses. Mais sapecas que nunca e algo me leva a crer que a sapequice só vai aumentar. Elas não engatinham ainda, mas dão umas mexidas nos andadores. Rolam que é uma beleza e pegam tudo o que conseguem, dando preferencia pra tels, cels, controles e cds... piriguio!!!!
Ah, e elas tão comendo de boa, almoçam e jantam. Sujeira pra dedéu e algumas roupas perdidas, já que a mamãe aqui não é exatamente um exemplo de dona de casa... Aliás se eu fosse paga pra isso já tinho sido demitida...rsrsrs.
Bom, agora que estou conectada novamente vou escrever com mais frequencia.Mandem seus ois pra nós, tá?
Thanks Pati e Roberta pelos ultimos comentarios.
E só pra registrar não tenho mais speedy, agora tenho o banda larga da oi e se tudo der certo logo não vou ter mais nenhum serviço da telefonica pois quero que eles se explodam!!!!
Bjs bjs

terça-feira, 12 de maio de 2009

Estou sem internet...

Pessoal,
desculpe minha ausencia, mas ela não é voluntária... Me mudei de casa e a telefonica é tão boa que não conseguiu ainda mudar meu speedy. Então estou sem contato internautico. Agora estou na casa da minha mãe, mas se Deus quiser e ele há de querer, terei internet na semana que vem. Torçam por mim! Ah, as meninas estão lindérrimas, completaram 8 meses ontem e assim que der coloco uma foto atualizada.
Bjs a todos e não nos esqueçam.

domingo, 22 de março de 2009

Olha nóis aqui, genteeeee!!!!



Oi, pessoal! Sei que faz um tempo que não escrevo por alguns motivos, minha vida está meio corrida e isso também é culpa das minhas filhotas, mas as coisas vão se normalizar, eu acho. Só pra não dizer que não tem mais nada pra ver, estou postando uma foto nossa, tirada no dia em que elas fizeram 6 meses.

Hoje, elas continuam lindas e crescendo. Estão comendo papinhas, mas ainda mamam no peito. Não as coloquei na escolinha ainda, porque estamos vendo de mudar de casa. Então depois disso, vou ter que fazer nova busca. E também estou a procura de um trabalho mais fixo. Se alguém souber de uma vaga pra psicóloga ou professora (é resolvi tentar minha antiga profissão também...), dêem um toque. Afinal, agora tenho duas bocas para alimentar...rsrs.
Bjs bjs.
Ah, na foto a Júlia tá de vestidinho azul e a Beatriz de body rosinha.

quarta-feira, 11 de março de 2009

MEIO ANO DE VIDA!!!!! EEEEEEEEE!!!!

Então, minhas filhotas fazem hoje 6 meses de idade! É uma vitória pra elas e pra mim! Apesar de hoje eu estar meio cansada, comemoro esse momento. Elas foram ao médico ontem e estava tudo bem como sempre. A Bia e a Jú já estão comendo papinha salgada, quer dizer começaram hoje e devo dizer que foi um sucesso!!!! As duas comeram. Não foi muito, mas pra mim elas terem aberto a boca e engolido a papinha já foi lindo! Coisas de mãe que tem filhas que não se mostraram muito adeptas das frutinhas... rsrsrsrs.
Já estou pensando daqui há meio ano e tô meio preocupada com o lance da festa, que vai ter mas não sei como vai ser... Mas como eu sempre digo: um dia de cada vez.
Ah, eu queria postar em comemoração ao meio ano, o lance do parto, mas não to podendo agora, então fica pra próxima...
Bjs e tchau que a Bia tá gritando....
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Momento Mágico

Não sei se todas as pessoas que estão lendo já sentiram algo assim, mas vou tentar explicar o que é esse momento mágico que vivenciei ontem.
Sabe quando você se descobre apaixonada? Quando você percebe, querendo ou não, que quer aquela pessoa ao seu lado, que fica feliz só por aquela pessoa existir na sua vida e ao olhar pra ela seu coração bate um tantinho mais forte e sua boca não consegue controlar a vontade de sorrir de orelha a orelha e talvez até venha um nó na garganta e um tiquinho de lágrima nos olhos que expressam a felicidade que está sentindo e tentando transbordar?
Pois é, eu me senti assim... Ontem... Me descobri apaixonada, pela minha filha Júlia. Não que eu não ame a Bia, amo as duas e muito. Mas sabe quando você percebe a coisa no momento exato em que está acontecendo e agradece a Deus por ter notado o quanto aquele momento é precioso e lindo? Ontem, eram 23hs e a Julia estava no meu colo, sem vontade de dormir. Ela colocou o dedão na boca e se apoio no meu peito, eu estava de pé com ela. Foi nesse momento. Aí eu percebi que gostoso era sentir sua pele e seu cheiro. Como era bom saber que ela confiava em mim pra descansar tão pertinho, que eu era a pessoa mais indicada pra estar por perto num momento em que ela fica vulnerável. Amei esse momento e tentei guardar cada pedacinho dele na minha memória e fiquei admirindo aquele pinguinho de gente que transformou e ainda transformará tanto a minha vida. E pra ter certeza que não vou me esquecer dele no futuro, deixo meu registro aqui.
Uma amiga minha disse uma vez que ainda não tinha vivenciado aquele "momento mágico" da maternidade. E pra ser sincera eu também não. Mas a partir de ontem, muita coisa mudou. E meu momento mágico me fez ver que mágica é sim a maternidade...

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Ganhamos um selinho!!!!

Minha querida amiga Thaís me indicou pro selinho que coloquei aí do lado!!! Obrigada Thataaaaaaaaa!!!! E saiba que se der indico seu blog e se não der, saiba que é uma das minhas preferidas.
http://miss-thata.blogspot.com/2009/02/selinho.html
Bjs bjs.

As regras:
1 - Exiba a imagem do selo "Olha que Blog Maneiro" que você acabou de ganhar;
2 - Poste o link do blog que te indicou (muito importante);
3 - Indique 10 blogs de sua preferência;
4 - Avise seus indicados;
5 - Publique as regras;
6 - Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras,
7 - Envie sua foto ou de um(a) amigo (a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá uma caricatura em preto e branco.

Indicações:
1- Bijouzinhas Armadas
2- Chub-Duba Blog
3-Diário de uma mãe-mulher-humana
4-Eucaliptos Na Janela
5- Mamíferas
6- para Francisco
7-Refletindo sobre psicologia e educação...
8-Senhorita Thata (In love)
9-Terapia do Luto
10- João Pedro e Rafaella

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Mães perfeitas

Pois é, mães perfeitas...
Andei fuçando em outros blogs e percebi uma coisa que há algum tempo vem me incomodando...
Passam anos, décadas e parece que as coisas não mudam mesmo. Quer dizer, mudam sim, mas a estrutura continua a mesma. É engraçado como há sempre uma cobrança em relação a maternidade. Você pensa: "não sou perfeita", mas lá no fundo você quer ser sim. Lá no fundo, você quer tudo do bom e do melhor pra seus filhos. Lá no fundo, você quer que as pessoas falem bem do jeito que você consegue ser mãe. Até a frase: "eu não sou perfeita, sei disso." já diz que você está tentando ser perfeita sim.
Mas porque não quereríamos ser perfeitas, se achamos que nossos filhos são perfeitos e por isso devem merecer uma mãe perfeita, uma vida perfeita, condições totalmente perfeitas de desenvolvimento emocional e intelectual? Lógico que queremos perfeição pros nossos filhos, e isso começa pela nossa própria perfeição.
Eu adooooooroooo quando alguém elogia o modo como faço algo pelas minhas filhas, pois isso alimento meu ego de mãe perfeita. Mas odeeeeeeeioooo quando vejo que falta quilómetros de distância entre a mãe perfeita e eu, quando tenho vontade de sair correndo, de chorar, de gritar, de xingar. E odeio muito mais quando outras mães vem te mostrar sua imperfeição. Sabe aquelas idéias fixas de "isso é bom pro seu filho, o que você tá fazendo, ou o que quer fazer, tá errado"? Odeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiooooooooooooooooooo!!!!! Ah, vai te catar!rsrs.
E isso é uma síndrome de mãe, pois basta você ser mãe pra achar que descobriu algumas coisas que ninguém mais sabe, bom pelo menos isso que eu acho... Eu sou mãe há 5 meses e já to me achando a expert no assunto... rsrsrs. Que ilusão a minha! Ah, mas deixa eu ficar felizinha com isso, vai? rs.
E o pior é que sei que isso nunca vai passar. Sempre vou querer ser uma mãe perfeita pras minhas filhas perfeitas. E não vou chegar lá. E quer saber: acho que tá perfeito isso!!! rrsrsrsrs
Lição do post: Quer ser perfeita? Seja. E daí? Pelo menos você tentou...

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

5 MESES!!!!! Como são Bia e Jujú...

Ontem as minhas filhinhas fizeram 5 meses. E começaram a comer frutinhas... Quer dizer, eu tentei dar mamão a elas, mas não deu muito certo. As fotos abaixo são tentativas de comilança, apesar que nas imagens elas até que tão bem...rsrsrs.


Queria falar pra vocês o que eu conheço de cada uma até hoje. Assim, vocês também podem conhecer um pouco delas.





Beatriz (mais conhecida como Bia ou Bibi)


Nasceu primeiro, mas é a menorzinha. Agora pesa 6,250 Kg.

Ela é mais moreninha, seu cabelo é fininho e castanho. Tem uma carinha muito sapeca e normalmente faz biquinho quando tá com fome ou nervosa.

Acorda de muito bom humor. Começou a dar uns gritinhos de felicidade!

É espertinha, já sabe brincar. Quando a gente ameaça pegar na barriga dela, já ri e põe a barriga pra cima.

Provavelmente vai ser a mais faladeira. Toda hora tá falando, até quando mama.
Aliás, ela só mama no peito até hoje. Se recusa a pegar mamadeira. Estamos tentando de tudo mas não tá querendo.

Ela adora se ver no espelho. E adora observar tudo em volta. Adora ver os cachorros.

Gosta de dormir e acordar cedo. E não faz muita manha pra dormir não.

Quando não está em casa, fica bem mais fechada. Fica séria, não ri, mas também não chora. Só observa.

Ela pega as coisas com delicadeza e atualmente adora pegar nosso rosto e cabelo. Aliás, atualmente adora pegar qualquer coisa que temos na mão.

A brincadeira que ela mais gosta é voar. E quando fica feliz ela bate as perninhas e os bracinhos freneticamente. Ela tem uma risada muito gostosa e adoro ouvir sua voz.

É minha pequenina!!!






Júlia (mais conhecida como Jujú)

É a maior. Ela está agora com 7,200 Kg.

É branquela como leite. Tem o cabelo castanho escuro, fino e em grande quantidade. Dizem que é a cópia do pai e eu concordo.

Parece uma boneca e quando ri abre a boca toda.

É gulosa, mama mamadeira com bastante voracidade. Mas nessa foto aí do lado, ela mostrou que não gostou muito do mamão.

Ela adora movimentar o corpo. Acorda já fazendo ginástica. Pega os pés e ontem aprendeu a virar de bruços sozinha!
Se a gente deixa ela retinha ela consegue ficar de pé. Deixa as pernas bem esticadas, fica durinha e adora ficar nessa posição.

Agora tá estranhando algumas pessoas. E quando estranha, chora aaaaalto.

Faz manha pra dormir. Gosta de dormir e acordar tarde.

Descobriu a "fala" a pouco tempo e fica falando alto pra ouvir sua própria voz. Que também é linda!

É mais estabanada. Pega as coisas batendo nelas.

Ela começou a rir e gargalhar primeiro. E não se sabe direito o que a faz rir, mas seu pai é a pessoa mais indicada pra tentar...



É minha bebezona!!!




AS DUAS SÃO MINHAS FILHINHAS LINDAS!!!
ELAS SE RECONHECEM AGORA E FICAM SE OLHANDO, DANDO AS MÃOS, PASSANDO A MÃO NO ROSTO UMA DA OUTRA, SE CHUTANDO. E RARAMENTE RESOLVEM CONVERSAR.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Ausência de uma mãe

Hoje acordei pensando em como deve ser a ausência de uma mãe. Não vou mentir dizendo que sei o que é isso, pois minha mãe ainda está aqui ao meu lado, mas sinto que nada pode substituir o que ela representa em nossas vidas. Ser mãe significa ter o filho em primeiro lugar, antes mesmo dela. Uma mãe deixa de comer para alimentar seu filho e o protege sempre que pode e quando não pode também. O filho sente isso, pois apenas por saber que ela existe, sente que está seguro e vive melhor. Deve ser triste perder uma mãe, mas talvez mais triste ainda seja perder um filho. Quem é mãe, sabe. Por isso, se isso servir de consolo, a mãe ausente, nunca deixará sua cria, mesmo que observe e proteja seu filho de outro plano, pois pra ela nada é mais importante e nunca será.
Vou deixar um poema que fiz há um tempo atrás quando minha mãe morou no Japão por dois anos. Senti sua falta. É também uma pequena homenagem a uma mãe muito querida, minha sogra, Maria Aparecida, que faz aniversário hoje e que faz muita falta pros seus filhos...



Mesmo assim

Mesmo do outro lado,
Sei do amor que sinto
E da saudade que vem
Quando penso em você.

Mesmo tão distante,
Sinto o carinho que tem
Lendo nas cartas que escreve
E nas lágrimas que, às vezes, caem.

Mesmo sem perceber,
Sigo seus conselhos
E penso no que você diria
Em todas as decisões que tomo.

Mesmo sabendo
Que esse tempo não é tanto,
Queria seu colo agora
E sinto sua falta, sempre.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Coisas de Grávida (o que não te contaram, ou o que te contaram e você achou que era exagero...)

Bom, quis voltar nesse tema porque acho que não vou mais falar muito sobre a gravidez, talvez mais tarde qdo tiver mais vontade...


Então, é o seguinte. Toda vez que a gente vê ou via uma grávida, já acha lindo, que coisa maravilhosa, divina, "que felicidade! ", não é? Pois bem, achei que a gravidez era uma coisa maravilhosa, que o trabalho de cuidar dos filhos só vinha depois, mas estava redondamente enganada.


Gravidez tem seus problemas e chatices. Por exemplo, vc toda vez tem que ficar explicando sobre sua gravidez quando os outros te vêem na rua, principalmente se sua barriga está a ponto de explodir, e o melhor é que sua paciência tb está a ponto de explodir.


Paparicada? Quem é paparicada? Não me senti paparicada, não. Aliás me senti foi muito cobrada. Come isso, não come aquilo. Não carrega isso. Faz exercícios. Leia isso. Informe-se sobre aquilo. Durma agora, que depois não vai poder.


E sexo? Pelo amor de Deus quem disse que é bom o sexo na gravidez? Nem comento nada...


Dores, muitas dores, o tempo todo. Tá que não é nenhuma dor sem fim, mas dói sim.


Ah, e sobre dormir, realmente as pessoas estavam certas, que depois não se dorme, mas quem disse que sono é cumulativo? rsrsrssss.


E sobre amamentação? Cara, poucas pessoas falam sobre amamentação e preparação dos seios para tal. Nossa, se tivesse que fazer uma recomendação importante, eu faria essa: Prepare seus seios e estude sobre amamentação! É muito importante! Eu sofri porque achei que era uma coisa fácil e demorei mais de um mês pra me adaptar a isso... Mas depois vou colocar um tópico só sobre amamentação, pois estou achando que tem muito mais por aí...
Tem também as estrias. Não pense que porque você passou aquele creme hipercaro e recomendado pra estrias que você não vai tê-las. Desculpe informar mas nada pode prevení-las, ou você as terá ou não. É uma questão de sorte... Na verdade, é mais genética e pele propensa a isso. Fora o tamanho que seu bebê tem. Minha barriga ficou enorme pois tinham duas bebês enormes dentro dela e as estrias também ficaram enormes.
Se você pensa em ter bebê: Fique magra! Pois isso também vai te ajudar com as estrias, as dores e a belezura.
Ah, outra coisa: Se você pensa em ter um bebê em breve, não compre ou adote um cachorro novo! Por favor, não! Pois você vai ter dois "bebês" pra cuidar e um não vai ser mais bonzinho que o outro. E depois de ficar horas pro seu bebê dormir, cantando toda a lista de canções de ninar que conhece, o seu cachorro resolve dar o ar da graça, acordando o seu bebê e fazendo com que algumas dezenas de fios de cabelos caiam da sua cabeça, ou que você comece a confabular que tipo de estratégia você vai usar para matar seu cachorro sem que pareça que foi você ( e não é brincadeira não! Falo por experiência própria pois tenho duas filhas e mais dois cachorros!!!! Estou quase careca!!!!)
Bom, acho que é isso. Assim que for me lembrando de coisas importantes dessa época vou colocando aqui! E se quiserem, podem fazer perguntas como sempre.
Bjs bjs

sábado, 31 de janeiro de 2009

As coisas mais lindas da mamãe!!!!

Júlia e Beatriz com 4 meses e meio!!!

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Nascimento e a melhor notícia do dia!!!

Só queria registrar aqui que dia 26 de janeiro de 2009 (segunda passada), nasceu mais um bebê lindo de uma das minhas queridas amigas. Lucas, filho da Ana Paula. Ele teve um pequeno problema depois que nasceu e assustou a todos quando teve que ir pra uti, mas hoje tive a melhor notícia do dia ao saber que ele já está bem melhor e que deve chegar em casa com os papais na semana que vem.
PARABÉNS LUCAS!!! VOCÊ JÁ É UM VENCEDOR!!!

Para mamães de gêmeos...

Déborah, esta é pra você!
Bom, pra quem teve a sorte de ter gêmeos como eu, posso passar umas dicas como mãe de primeira viagem surpreendida por uma realidade única como essa.
1) Dois bebês precisam de mais atenção, cuidado, mas não dão tanto trabalho se forem bonzinhos com você. Tem bebês únicos que dão mais trabalho que dois.
2) Você vai precisar de ajuda e não é só no comecinho. Peça ajuda! Vc vai ter menos estresse desse modo, mesmo que a ajuda não venha exatamente como quer. E as pessoas adoram ajudar!
3) Não siga conselhos de quem não sabe o que vc está vivendo, a não ser que realmente acredite naquilo.
4) Deixe tudo a mão, pois na hora h, vc parece que vai pirar e sair correndo. Então seja organizada pra poder responder as necessidades dos seus bebês.
5) Leia tudo que puder e converse com todas as pessoas que podem te informar algo interessante sobre suas dúvidas maternais. Tire suas conclusões daí. Isso inclue comunidades do orkut que tem me ajudado muuuuuuuuuuuuiiiiiiiittoooooooo!
6) Tenha muuuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiitaaaaaaaaaa paciência! Esteja preparada pra ficar sem comer, sem tomar banho, sem dormir. Mas acredite que isso vai passar e com o tempo sua vida vai ficar mais tranquila, não que ela vai voltar ao normal, porque isso não vai mesmo!!!! rsrsrs.
7) Amamentação é importante! Organize-se quanto a isso logo na primeira semana. Anote os horários e observe bem seus bebês, pra pegar o ritmo e estar preparada. Se conseguir amamentar os dois, tente fazer isso ao mesmo tempo, numa almofada grande e confortável. Algumas vezes essa atitude pode salvar sua sanidade!
8) Curta os momentos felizes! Eles são maravilhosos! E se possível anote as coisas boas que estão acontecendo e tire muuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiittttttaaaaaaaassssss fotos!
9) Seus bebês são diferentes, não trate como se fossem clones um do outro. Eles tem necessidades diferentes, então não fique comparando de modo negativo o que um faz ou deixa de fazer.
10) Curta mais ainda, porque realmente acho que passa rápido e é delicioso estar com dois ou duas filhinhas ao mesmo tempo!!!!
Ah, e eles só notam que tem companhia fraternal lá pelo terceiro mês de vida, pelo menos com as minhas foi assim.
Acho que por enquanto é só. Quando for me lembrando das coisas vou escrevendo mais, e podem ir me perguntando também....
Bjs

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Como é ser mãe de gêmeas?

Algumas pessoas me fizeram essa pergunta e fiquei pensando no que responder... Vou tentar exprimir o que vem a ser isso.
Primeiramente, não sei bem comparar com o que uma mãe "normal", ou seja, de um filho de cada vez, faz ou sente, pois já comecei com duas filhas ao mesmo tempo, só posso imaginar como seria.
Ser mãe de duas é bom, é ótimo, pois eu não saberia dizer que amo menos uma do que outra. Adoro ver as diferenças entre as duas. O que cada uma aprende ou evolui a cada dia. Adoro que elas estejam percebendo que são duas, olhando e sorrindo pra sua irmã. Adoro sentir que sou especial e que minhas filhas também são, pois nem todos podem viver o que nós estamos vivendo.
Mas ser mãe de duas também tem suas desvantagens, principalmente quando não se tem sempre alguém pra ajudar. O gasto é maior. As coisas são todas dobradas, assim como as fraldas, choros, manhas. Quando uma chora, eu tenho que pegar correndo pra não acordar a outra. Quando as duas choram, não posso pegar nenhuma, pois a outra pode se sentir rejeitada. Pra dormir, tenho que esperar que as duas parem de fazer barulho, lembrando que cada uma tem uma posição que gosta mais, um brinquedo que gosta mais, um denguinho que gosta mais. Dependo de alguém pra sair de casa, pois não posso sair carregando duas. Se pudesse, eu sairia!
Apesar das desvantagens, eu AMO ser mãe das minhas gêmeas!!! Dizem que as alegrias vem em dobro mas eu acho que elas vem multiplicadas por 2mil!!! Minhas filhas são lindas, boazinhas, espertas, sorridentes e diferentes! E EU AS AMO DEMAIS!!!

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Escolinha...

Oi pessoal!

Quebrando novamente a cronologia do blog, vou começar a contar da nossas vidas aqui da atualidade, pois tenho medo de esquecer coisas importantes (minha memória não é das melhores...).
Bom, ontem fui numa escolinha pra conhecer, pois estou pensando em deixá-las lá quando completarem 6 meses. Gostei até da escolinha, conversei com uma mãe que estava por lá. Mas que aperto no coração de pensar em deixá-las lá o dia todo. O horário é das 7h as 18:30 e fiquei pensando se elas nao iam se sentir abandonadas. Eu tô até vendo eu chorando nos primeiros dias que as deixar lá. A mãe com quem conversei disse que quanto antes melhor, pois elas entendem menos o que está acontecendo e logo se acostumam. Acho que ela tem razão e percebi que muitas vezes as crianças sofrem pelos medos das mães, pois elas ficam adiando coisas que não devem e sofrem muito mais que os bebês, passando esse sentimento pra eles. Decidi pensar que elas vão curtir. Mas só vou poder colocà-las lá quando tiverem 6 meses mesmo, porque agora não temos grana e eu preciso arrumar emprego pra poder pagar a escolinha sossegada. Eu queria poder deixar com alguém em casa, mas ao mesmo tempo fico mais apreensiva do que na escolinha, pois lá tem mais gente e os abusos são mais difíceis de acontecer. Ai ai, mas que eu vou sofrer, eu vou, só espero que elas não!
Ah, outra questão: Como uma mãe de gêmeas leva as crianças pra escola sem carro?
Resposta: Não leva!
Minha irmã deu a idéia de uma bicicleta com bagageiro ou coisa parecida. Ela falou brincando, mas até que gostei da idéia, talvez até lá eu tenha uma solução. Ah, e carrinho, só se for de gêmeos (que eu não tenho), mas nessas ruas de São Paulo é muito difícil pois as ruas são muito esburacadas e as calçadas nem se fala... Seria cômico se não fosse trágico!!!!
Mas ainda vou conhecer mais escolinhas e conto pra vocês meu parecer.
Ah, tem outra coisa que está me incomodando são as vacinas e os brincos, mas depois eu explico melhor essas questões.
Bjs

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

FELIZ 2009!!!!!







Pessoal, sei que andei sumida do blog, mas fim de ano com duas meninas é mais do que corrido. Só queria desejar a todos que acompanham: um feliz 2009!!!! e que neste ano muitos relatos engraçados e outros nem tanto assim vão estar recheando o blog das minhas experiências com as minhas menininhas, que estão com 4 meses agora.



Essas fotos é pra vocês darem uma checada em como elas só conseguem ficar mais e mais lindas!!!! Na primeira foto, a Júlia está de rosa e a Beatriz de amarelo. Segunda foto é a Júlia e a terceira foto, a Beatriz.



(Mãe coruja, eu??????? rsrsrsrsrs)



Ah, e se quiserem perguntar alguma coisa do nosso dia-a-dia, pra conhecimento ou pura curiosidade, fiquem a vontade e eu respondo com maior prazer, só não garanto uma resposta rápida...rs.



Vou tentar também colocar mais fotos delas aqui.



Bjs