terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Momento Mágico

Não sei se todas as pessoas que estão lendo já sentiram algo assim, mas vou tentar explicar o que é esse momento mágico que vivenciei ontem.
Sabe quando você se descobre apaixonada? Quando você percebe, querendo ou não, que quer aquela pessoa ao seu lado, que fica feliz só por aquela pessoa existir na sua vida e ao olhar pra ela seu coração bate um tantinho mais forte e sua boca não consegue controlar a vontade de sorrir de orelha a orelha e talvez até venha um nó na garganta e um tiquinho de lágrima nos olhos que expressam a felicidade que está sentindo e tentando transbordar?
Pois é, eu me senti assim... Ontem... Me descobri apaixonada, pela minha filha Júlia. Não que eu não ame a Bia, amo as duas e muito. Mas sabe quando você percebe a coisa no momento exato em que está acontecendo e agradece a Deus por ter notado o quanto aquele momento é precioso e lindo? Ontem, eram 23hs e a Julia estava no meu colo, sem vontade de dormir. Ela colocou o dedão na boca e se apoio no meu peito, eu estava de pé com ela. Foi nesse momento. Aí eu percebi que gostoso era sentir sua pele e seu cheiro. Como era bom saber que ela confiava em mim pra descansar tão pertinho, que eu era a pessoa mais indicada pra estar por perto num momento em que ela fica vulnerável. Amei esse momento e tentei guardar cada pedacinho dele na minha memória e fiquei admirindo aquele pinguinho de gente que transformou e ainda transformará tanto a minha vida. E pra ter certeza que não vou me esquecer dele no futuro, deixo meu registro aqui.
Uma amiga minha disse uma vez que ainda não tinha vivenciado aquele "momento mágico" da maternidade. E pra ser sincera eu também não. Mas a partir de ontem, muita coisa mudou. E meu momento mágico me fez ver que mágica é sim a maternidade...

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Ganhamos um selinho!!!!

Minha querida amiga Thaís me indicou pro selinho que coloquei aí do lado!!! Obrigada Thataaaaaaaaa!!!! E saiba que se der indico seu blog e se não der, saiba que é uma das minhas preferidas.
http://miss-thata.blogspot.com/2009/02/selinho.html
Bjs bjs.

As regras:
1 - Exiba a imagem do selo "Olha que Blog Maneiro" que você acabou de ganhar;
2 - Poste o link do blog que te indicou (muito importante);
3 - Indique 10 blogs de sua preferência;
4 - Avise seus indicados;
5 - Publique as regras;
6 - Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras,
7 - Envie sua foto ou de um(a) amigo (a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá uma caricatura em preto e branco.

Indicações:
1- Bijouzinhas Armadas
2- Chub-Duba Blog
3-Diário de uma mãe-mulher-humana
4-Eucaliptos Na Janela
5- Mamíferas
6- para Francisco
7-Refletindo sobre psicologia e educação...
8-Senhorita Thata (In love)
9-Terapia do Luto
10- João Pedro e Rafaella

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Mães perfeitas

Pois é, mães perfeitas...
Andei fuçando em outros blogs e percebi uma coisa que há algum tempo vem me incomodando...
Passam anos, décadas e parece que as coisas não mudam mesmo. Quer dizer, mudam sim, mas a estrutura continua a mesma. É engraçado como há sempre uma cobrança em relação a maternidade. Você pensa: "não sou perfeita", mas lá no fundo você quer ser sim. Lá no fundo, você quer tudo do bom e do melhor pra seus filhos. Lá no fundo, você quer que as pessoas falem bem do jeito que você consegue ser mãe. Até a frase: "eu não sou perfeita, sei disso." já diz que você está tentando ser perfeita sim.
Mas porque não quereríamos ser perfeitas, se achamos que nossos filhos são perfeitos e por isso devem merecer uma mãe perfeita, uma vida perfeita, condições totalmente perfeitas de desenvolvimento emocional e intelectual? Lógico que queremos perfeição pros nossos filhos, e isso começa pela nossa própria perfeição.
Eu adooooooroooo quando alguém elogia o modo como faço algo pelas minhas filhas, pois isso alimento meu ego de mãe perfeita. Mas odeeeeeeeioooo quando vejo que falta quilómetros de distância entre a mãe perfeita e eu, quando tenho vontade de sair correndo, de chorar, de gritar, de xingar. E odeio muito mais quando outras mães vem te mostrar sua imperfeição. Sabe aquelas idéias fixas de "isso é bom pro seu filho, o que você tá fazendo, ou o que quer fazer, tá errado"? Odeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiooooooooooooooooooo!!!!! Ah, vai te catar!rsrs.
E isso é uma síndrome de mãe, pois basta você ser mãe pra achar que descobriu algumas coisas que ninguém mais sabe, bom pelo menos isso que eu acho... Eu sou mãe há 5 meses e já to me achando a expert no assunto... rsrsrs. Que ilusão a minha! Ah, mas deixa eu ficar felizinha com isso, vai? rs.
E o pior é que sei que isso nunca vai passar. Sempre vou querer ser uma mãe perfeita pras minhas filhas perfeitas. E não vou chegar lá. E quer saber: acho que tá perfeito isso!!! rrsrsrsrs
Lição do post: Quer ser perfeita? Seja. E daí? Pelo menos você tentou...

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

5 MESES!!!!! Como são Bia e Jujú...

Ontem as minhas filhinhas fizeram 5 meses. E começaram a comer frutinhas... Quer dizer, eu tentei dar mamão a elas, mas não deu muito certo. As fotos abaixo são tentativas de comilança, apesar que nas imagens elas até que tão bem...rsrsrs.


Queria falar pra vocês o que eu conheço de cada uma até hoje. Assim, vocês também podem conhecer um pouco delas.





Beatriz (mais conhecida como Bia ou Bibi)


Nasceu primeiro, mas é a menorzinha. Agora pesa 6,250 Kg.

Ela é mais moreninha, seu cabelo é fininho e castanho. Tem uma carinha muito sapeca e normalmente faz biquinho quando tá com fome ou nervosa.

Acorda de muito bom humor. Começou a dar uns gritinhos de felicidade!

É espertinha, já sabe brincar. Quando a gente ameaça pegar na barriga dela, já ri e põe a barriga pra cima.

Provavelmente vai ser a mais faladeira. Toda hora tá falando, até quando mama.
Aliás, ela só mama no peito até hoje. Se recusa a pegar mamadeira. Estamos tentando de tudo mas não tá querendo.

Ela adora se ver no espelho. E adora observar tudo em volta. Adora ver os cachorros.

Gosta de dormir e acordar cedo. E não faz muita manha pra dormir não.

Quando não está em casa, fica bem mais fechada. Fica séria, não ri, mas também não chora. Só observa.

Ela pega as coisas com delicadeza e atualmente adora pegar nosso rosto e cabelo. Aliás, atualmente adora pegar qualquer coisa que temos na mão.

A brincadeira que ela mais gosta é voar. E quando fica feliz ela bate as perninhas e os bracinhos freneticamente. Ela tem uma risada muito gostosa e adoro ouvir sua voz.

É minha pequenina!!!






Júlia (mais conhecida como Jujú)

É a maior. Ela está agora com 7,200 Kg.

É branquela como leite. Tem o cabelo castanho escuro, fino e em grande quantidade. Dizem que é a cópia do pai e eu concordo.

Parece uma boneca e quando ri abre a boca toda.

É gulosa, mama mamadeira com bastante voracidade. Mas nessa foto aí do lado, ela mostrou que não gostou muito do mamão.

Ela adora movimentar o corpo. Acorda já fazendo ginástica. Pega os pés e ontem aprendeu a virar de bruços sozinha!
Se a gente deixa ela retinha ela consegue ficar de pé. Deixa as pernas bem esticadas, fica durinha e adora ficar nessa posição.

Agora tá estranhando algumas pessoas. E quando estranha, chora aaaaalto.

Faz manha pra dormir. Gosta de dormir e acordar tarde.

Descobriu a "fala" a pouco tempo e fica falando alto pra ouvir sua própria voz. Que também é linda!

É mais estabanada. Pega as coisas batendo nelas.

Ela começou a rir e gargalhar primeiro. E não se sabe direito o que a faz rir, mas seu pai é a pessoa mais indicada pra tentar...



É minha bebezona!!!




AS DUAS SÃO MINHAS FILHINHAS LINDAS!!!
ELAS SE RECONHECEM AGORA E FICAM SE OLHANDO, DANDO AS MÃOS, PASSANDO A MÃO NO ROSTO UMA DA OUTRA, SE CHUTANDO. E RARAMENTE RESOLVEM CONVERSAR.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Ausência de uma mãe

Hoje acordei pensando em como deve ser a ausência de uma mãe. Não vou mentir dizendo que sei o que é isso, pois minha mãe ainda está aqui ao meu lado, mas sinto que nada pode substituir o que ela representa em nossas vidas. Ser mãe significa ter o filho em primeiro lugar, antes mesmo dela. Uma mãe deixa de comer para alimentar seu filho e o protege sempre que pode e quando não pode também. O filho sente isso, pois apenas por saber que ela existe, sente que está seguro e vive melhor. Deve ser triste perder uma mãe, mas talvez mais triste ainda seja perder um filho. Quem é mãe, sabe. Por isso, se isso servir de consolo, a mãe ausente, nunca deixará sua cria, mesmo que observe e proteja seu filho de outro plano, pois pra ela nada é mais importante e nunca será.
Vou deixar um poema que fiz há um tempo atrás quando minha mãe morou no Japão por dois anos. Senti sua falta. É também uma pequena homenagem a uma mãe muito querida, minha sogra, Maria Aparecida, que faz aniversário hoje e que faz muita falta pros seus filhos...



Mesmo assim

Mesmo do outro lado,
Sei do amor que sinto
E da saudade que vem
Quando penso em você.

Mesmo tão distante,
Sinto o carinho que tem
Lendo nas cartas que escreve
E nas lágrimas que, às vezes, caem.

Mesmo sem perceber,
Sigo seus conselhos
E penso no que você diria
Em todas as decisões que tomo.

Mesmo sabendo
Que esse tempo não é tanto,
Queria seu colo agora
E sinto sua falta, sempre.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Coisas de Grávida (o que não te contaram, ou o que te contaram e você achou que era exagero...)

Bom, quis voltar nesse tema porque acho que não vou mais falar muito sobre a gravidez, talvez mais tarde qdo tiver mais vontade...


Então, é o seguinte. Toda vez que a gente vê ou via uma grávida, já acha lindo, que coisa maravilhosa, divina, "que felicidade! ", não é? Pois bem, achei que a gravidez era uma coisa maravilhosa, que o trabalho de cuidar dos filhos só vinha depois, mas estava redondamente enganada.


Gravidez tem seus problemas e chatices. Por exemplo, vc toda vez tem que ficar explicando sobre sua gravidez quando os outros te vêem na rua, principalmente se sua barriga está a ponto de explodir, e o melhor é que sua paciência tb está a ponto de explodir.


Paparicada? Quem é paparicada? Não me senti paparicada, não. Aliás me senti foi muito cobrada. Come isso, não come aquilo. Não carrega isso. Faz exercícios. Leia isso. Informe-se sobre aquilo. Durma agora, que depois não vai poder.


E sexo? Pelo amor de Deus quem disse que é bom o sexo na gravidez? Nem comento nada...


Dores, muitas dores, o tempo todo. Tá que não é nenhuma dor sem fim, mas dói sim.


Ah, e sobre dormir, realmente as pessoas estavam certas, que depois não se dorme, mas quem disse que sono é cumulativo? rsrsrssss.


E sobre amamentação? Cara, poucas pessoas falam sobre amamentação e preparação dos seios para tal. Nossa, se tivesse que fazer uma recomendação importante, eu faria essa: Prepare seus seios e estude sobre amamentação! É muito importante! Eu sofri porque achei que era uma coisa fácil e demorei mais de um mês pra me adaptar a isso... Mas depois vou colocar um tópico só sobre amamentação, pois estou achando que tem muito mais por aí...
Tem também as estrias. Não pense que porque você passou aquele creme hipercaro e recomendado pra estrias que você não vai tê-las. Desculpe informar mas nada pode prevení-las, ou você as terá ou não. É uma questão de sorte... Na verdade, é mais genética e pele propensa a isso. Fora o tamanho que seu bebê tem. Minha barriga ficou enorme pois tinham duas bebês enormes dentro dela e as estrias também ficaram enormes.
Se você pensa em ter bebê: Fique magra! Pois isso também vai te ajudar com as estrias, as dores e a belezura.
Ah, outra coisa: Se você pensa em ter um bebê em breve, não compre ou adote um cachorro novo! Por favor, não! Pois você vai ter dois "bebês" pra cuidar e um não vai ser mais bonzinho que o outro. E depois de ficar horas pro seu bebê dormir, cantando toda a lista de canções de ninar que conhece, o seu cachorro resolve dar o ar da graça, acordando o seu bebê e fazendo com que algumas dezenas de fios de cabelos caiam da sua cabeça, ou que você comece a confabular que tipo de estratégia você vai usar para matar seu cachorro sem que pareça que foi você ( e não é brincadeira não! Falo por experiência própria pois tenho duas filhas e mais dois cachorros!!!! Estou quase careca!!!!)
Bom, acho que é isso. Assim que for me lembrando de coisas importantes dessa época vou colocando aqui! E se quiserem, podem fazer perguntas como sempre.
Bjs bjs