sexta-feira, 3 de maio de 2013

Júlia e Bia com 4 anos e meio!

Olá!
 Vim fazer exibição da figura das minhas filhotas!

Dia de princesas!

Essa foto é mais recente, sou eu aí no meio...rs.

Minhas filhas agora com 4 anos e meio. Elas estão estudando na mesma escola que eu leciono, aliás atualmente a Júlia é minha aluna, a Bia está em outra sala. Não tivemos problemas com isso. Elas são meninas muito inteligentes e explico tudo que vamos fazer, e elas entendem. Eu estou mais calma agora, tiro alguns momentos só pra ficar com elas. Toda noite conto uma historinha, nos fins de semana tentamos passear ou pelo menos ir no playground do prédio. 
Elas estão ficando cada vez mais diferente uma da outra. A Júlia está maior, de altura e largura (rsrsrsrs) e a Bia é, como eu digo, a formiga atômica, o mosquitinho da casa... rsrsrs. Elas têm, como eu já devo ter citado, personalidades diferentes, e cada vez vemos mais isso, e acho ótimo. A Júlia é destra, muito sensível,  gosta de conversar, aliás tem muita habilidade em conversar e agradar através das palavras, é preguiçosa pra algumas coisas e argumenta muito bem. A Bia é muito ativa fisicamente, ela é canhota, adora desenhar e faz isso muito bem pra alguém da sua idade, gosta de ser menorzinha, tem momentos bem bêbe e tem um medo terrível de fogo ou coisas que se associem a isso (não me perguntem o motivo, não sei), adora os animais, parece a Felícia...rsrs. Mas como eu disse, elas são muito inteligentes, na escola aprendem todo dia algo novo e ensinam pra gente o que é certo e errado. Estão começando a escrever seus nomes e já sabem contar até 14 (não me perguntem o pôrque desse número). Elas adoram cantar e dançar, mas o que mais gostam mesmo é de brincar com outras crianças. Gostam MUITO mesmo! Até irrita. Às vezes, quando vamos brincar e elas não encontram as amiguinhas no play, ficam até deprimidas, mas sempre falo que elas tem uma a outra.
Aprontam pra chuchu mas também começam a ter consciência e tem disposição pra ajudar no que conseguem.
Que mais tenho a dizer? Eu as amo mais que tudo nessa vida, desde que soube delas e talvez até antes de saber e agora que o dia das mães se aproxima, não espero presentes nem nada assim, apenas um dia inteiro pra ficar com minhas filhas e agradecer  a existência delas na minha vida!